Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Apesar da possibilidade de transferência para agosto ter sido cogitada, a Festa de Santo Antônio dos Anjos não irá ocorrer pela primeira vez em mais de 300 anos de tradição. A decisão pelo cancelamento considera o avanço da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e foi tomada na noite desta terça-feira, 19, em reunião virtual dos festeiros.

Ao Portal Agora Laguna, Leonardo Demétrio, provedor da Irmandade do Santíssimo Sacramento e Santo Antônio dos Anjos, confirmou o cancelamento inédito. Com duração de treze dias e responsável por atrair centenas de fiéis de toda a região, a festa não sofria alterações desde 1984, quando foi adiada em virtude da morte do padre Luiz Agostinho Zocche Sacoon, então pároco-auxiliar da matriz.

“A festa realmente não será em agosto, que era o plano B, já que estamos vendo que não tem como. E a única ação que vai acontecer será a rifa, que vai ser prorrogada e sorteada em 24 de dezembro, após a missa da matriz. A Festa de Santo Antônio vai acontecer ano que vem de 1º a 13 de junho, com a mesma equipe de festeiros desse ano”, detalha Demétrio. Ouça:

Para suprir a falta das celebrações presenciais, a paróquia vai optar pelo resgate histórico através de publicações durante o período da trezena (1º a 13 de junho), divulgando vídeos e fotos antigas da Festa de Santo Antônio, com locução de festeiros.

No dia do padroeiro, entre 9h30 e 17h, a imagem de Santo Antônio estará exposta na porta central da matriz. Os membros da irmandade e os festeiros farão a proteção da estátua, com a distribuição dos tradicionais pãezinhos. Uma carreata às 17h está prevista e uma hora depois, ocorre uma live com a banda Carlos Gomes em frente à matriz. A Santa Missa tradicional será feita pela internet.

O coronavírus já havia alterado festejos religiosos de Laguna neste ano. Em março, quando os decretos de situação de emergência em Santa Catarina foram publicados pela primeira vez, ficou proibida a prática de eventos com aglomeração. Isso resultou no cancelamento da Festa de São José, em Bentos, e da também centenária Solenidade de Passos. As celebrações da Semana Santa foram igualmente afetados.