Foto: Reprodução

O diretório municipal do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Laguna teve sua executiva trocada por intervenção da direção estadual do partido em Santa Catarina. A resolução que autoriza a destituição dos cargos diretivos no município foi publicada em março.

A antiga diretoria foi eleita em 30 de março de 2019 e tinha à frente o suplente de vereador Aleir Rocha Moreira, o popular Lezo, que chegou a assumir a cadeira titular por algumas oportunidades na legislação anterior à 2016.

Sem querer se identificar, por temer sanções internas, um ex-membro da antiga diretoria contou que a razão da destituição seria para alinhamento do PSDB com outras siglas na eleição de outubro. “O diretório estadual não tem a visão completa do que está acontecendo”, dispara. “Não comungamos com esse tipo de coisa, é antidemocrático e deve ser esclarecido”, alerta.

A resolução de destituição afirma que o diretório estadual não teria recebido informações referentes ao partido em Laguna e que os vereadores também não tinham acesso às decisões tucanas. “Isso foi uma criação para se ter uma justificativa, o partido sempre esteve aberto para quem quisesse ter uma informação”, rebate.

O ex-membro vê que o partido estará divido na eleição de outubro. “Acreditamos que a política deve ser feita com a democracia, que é o ‘D’ de ‘PSDB’, e esse grupo está usando a sigla para outros rumos políticos e aí eu lamento pelas pessoas que fundaram esse partido. A executiva provisória não é legítima”, pontua o tucano.

O que diz o PSDB

A decisão da executiva estadual colocou na presidência do partido, o vereador Osmar Vieira, que aparecia na nominata da antiga diretoria como líder de bancada. Vieira foi um dos dois edis eleitos pelo PSDB em 2016, após duas tentativas de eleição pelo antigo PR (atual PL) em 2008 e 2012.

O Portal buscou posicionamento da direção do PSDB catarinense para ouvir as razões da intervenção. A presidente do partido, deputada federal Geovânia de Sá, através de assessoria, pontuou que a questão seria melhor respondida pela direção municipal.

Já Vieira disse em contato com o Portal que está deixando o comando da sigla, por entender que o cargo precisa de uma dedicação maior por ser época de eleição. “Seria incompatível com o cargo de vereador, mas continuarei na executiva e aguardo a nomeação do novo presidente, que já foi definido”. O edil não quis revelar o nome do novo presidente e acrescentou que a nomeação do novo líder tucano aguarda aval da direção estadual.

Nova diretoria, segundo consta no TSE

Presidente: Osmar Vieira (filiado ativo);

Tesoureiro: Rhoomening Rodrigues (filiado ativo);

Secretário: João Dolvino (filiado ativo) ;

Membros (função na diretoria não especificada): André Luiz de Queirós Bremenkamp (filiado ativo); Elizângela Bucci Ângelo Vieira (filiada ativo); Isadora Bucci Guedes Castro (filiada ativo); Fernanda Elias Vieira (filiada ativo); Leonardo Leandro Membro (filiado ativo); Lucas da Silveira Teodoro (filiado ativo); Maria Inês Uliano (filiado ativa); Rômulo Ângelo Vieira (filiado ativo); Rosimery Guerreiro (filiado ativa);

Foto: Reprodução