Foto: Agora Laguna

A abertura dos dez leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos pode se tornar realidade em breve. A sanção da lei que autoriza a prefeitura de Laguna a repassar à casa hospitalar o valor aproximado de R$ 302 mil vindos da Cosip e a garantia de que mais R$ 200 mil serão investidos pela Secretaria de Saúde do município avivaram a possibilidade.

Mas, para a abertura dos leitos é preciso vencer um outro desafio: o da manutenção do setor. “Temos escutado falar sobre a finalização da UTI, mas a gente precisa, antes de tudo, se preocupar com o custeio para mantê-la. No início da pandemia, devido à urgência por leitos, houve uma esperança de que a abertura pudesse se tornar realidade”, comenta a nova presidente, Tatiana Mansur Blosfeld.

Os recursos que virão da prefeitura, através da Cosip e Secretaria da Saúde, são para melhorias complementares a investimentos já realizados (relembre adiante). Antes de abrir a UTI, o hospital precisa da instalação de rede de gás medicinal, gasômetro, mobília, material permanente, entre outros itens, descritos em ofício enviado ao governo do Estado e também inclusos no plano de trabalho apresentado à prefeitura de Laguna.

“A UTI é um benefício para o estado, não só para a população lagunense”, frisa a administradora do hospital, Cheyenne de Andrade. A fala da gestora se refere à necessidade de colaboração governamental para a manutenção do serviço no hospital de Laguna. A estimativa é que a manutenção da terapia intensiva requeira R$ 450 mil mensais.

Na avaliação da presidente, a vinda do recurso da política hospitalar, que foi elevada ao teto máximo meses atrás, embora os repasses ainda não ocorreram, será uma oxigenação financeira para garantir o funcionamento da unidade com a quitação de dívidas contraídas no passado que continuam sufocando a saúde financeira da entidade. Entre as pendências estão: parte do 13º salário de 2018 e o 13º integral de 2019, rescisões em aberto, FGTS, empréstimos, dívidas com médicos e uma dívida de R$ 4,5 milhões com a Fazenda Nacional, que está em processo de parcelamento.

A habilitação dos leitos de UTI junto ao Ministério da Saúde, possibilitará a destinação de R$ 219 mil mensais para auxílio de custeio, mas que seriam insuficientes para cobrir o valor necessário de R$ 450 mil. Porém, descreve Tatiana, “nesse momento, o hospital não tem a condição financeira de arcar com a diferença mensal”. “Mesmo que a UTI esteja pronta e apta para funcionamento, sem a certeza de comprometimento oficial de custeio integral por prazo indeterminado seja do governo federal ou estadual, não será possível sua abertura nesse momento”, frisa a presidente.

A médica acrescenta: “Estamos cientes que nossa estrutura carece de mais solidez antes de darmos esse importante passo. A frente de uma instituição tão necessária e importante para a cidade de Laguna, temos que manter uma administração responsável e não podemos agir sem fundamentos, de forma impulsiva, aceitando a instalação de uma unidade sem garantia de custeio integral, que certamente nos trará prejuízos e danos irreparáveis [financeiramente]. Sabendo que esse é um sonho antigo da nossa população e que essa casa é merecedora, nós não pouparemos esforços para tornar esse sonho realidade; embora, temos conhecimento que isso deve ocorrer em momento oportuno”.

Histórico de investimentos

Cheyenne lembra que o projeto de implantação foi iniciado em 2007, sendo aprovado três anos depois. Todos os recursos para a criação dos leitos vieram por meio de convênio através do governo estadual.

Sete anos depois da criação do projeto, em 2014, o hospital recebeu R$ 400 mil para a reforma do terceiro andar da unidade, onde foram instalados os leitos de terapia intensiva. Um ano depois, foram destinados R$ 300 mil para a climatização do espaço.

“Apenas em 2017 veio R$ 1,3 milhão para compra de equipamentos, onde foram adquiridos camas elétricas, painel de leito, macas, ventiladores, monitores e outros itens. Em 2018, foi destinado R$ 300 mil para adequação da parte elétrica, fundamental para a UTI funcionar”, detalha a administradora.

Melhorias no setor de imagem

Paralelo às tratativas para a instalação da UTI, o hospital de Laguna está instalando um novo tomógrafo, após ter feito parceria com a empresa Radimagem, para a montagem do centro de imagem da unidade.

Após ser finalizada a montagem do equipamento, o Senhor Bom Jesus dos Passos vai poder oferecer os serviços de tomografia, ultrassonografia e radiologia.

A casa hospitalar também iniciou a divulgação mensal das prestações de contas da unidade. A medida foi adotada com objetivo de dar mais transparência ao hospital. Os documentos podem ser acessados a partir deste link.

Tomógrafos novos para o hospital – Foto: Hospital Laguna

Veja vídeo divulgado pelo hospital referente à UTI