Convênio para melhoria da UTI de Laguna será assinado amanhã

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 212 visualizações,  12 views today

O convênio entre a prefeitura de Laguna e o Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos para que a unidade possa concluir as melhorias visando a implantação de dez leitos de terapia intensiva (UTI) será assinado na tarde de quinta-feira, 28. O anúncio foi feito pelo município hoje.

O recurso exato de R$ 476.402,01 será disponibilizado pelo município a partir da desvinculação de 30% dos recursos da contribuição de manutenção da iluminação pública (Cosip) e de dotações da Secretaria Municipal de Saúde. A prefeitura conta com aval da Câmara de Vereadores de Laguna, que aprovou lei específica para essa finalidade.

Nesta quarta-feira, os setores jurídico da prefeitura e hospital estiveram afinando os termos do convênio. “Está tudo caminhando para eles conseguirem repassar esse valor para nós nos próximos dias”, diz, confiante, a administradora do hospital, Cheyenne de Andrade Leandro.

As melhorias chegaram a ser orçadas com o teto de R$ 500 mil, considerando uma  margem de segurança para a variação de preços de mercado dos materiais permanentes, segundo Cheyenne, mas o município optou por repassar o valor global de R$ 476 mil. “Pedimos os R$ 500 mil, faríamos as compras e o que sobrasse, devolveríamos; como em qualquer convênio”, explica.

Apesar do convênio, o hospital ainda precisa de garantias para conseguir abrir a UTI. A habilitação dos leitos junto à União daria à unidade R$ 219 mil mensais para manutenção dos leitos. O custo total, porém, requer R$ 450 mil mensais e para completar esse valor, a unidade tenta meios de convênio com a Saúde estadual.

Histórico de investimentos

Cheyenne lembra que o projeto de implantação foi iniciado em 2007, sendo aprovado três anos depois. Todos os recursos para a criação dos leitos vieram por meio de convênio através do governo estadual.

Sete anos depois da criação do projeto, em 2014, o hospital recebeu R$ 400 mil para a reforma do terceiro andar da unidade, onde foram instalados os leitos de terapia intensiva. Um ano depois, foram destinados R$ 300 mil para a climatização do espaço.

“Apenas em 2017 veio R$ 1,3 milhão para compra de equipamentos, onde foram adquiridos camas elétricas, painel de leito, macas, ventiladores, monitores e outros itens. Em 2018, foi destinado R$ 300 mil para adequação da parte elétrica, fundamental para a UTI funcionar”, detalha a administradora.