Polícia Ambiental autua pescadores por prática ilegal no Camacho, na divisa com Jaguaruna

Após receber várias denúncias de pesca ilegal na região da Barra do Camacho, na região que divide as cidades de Laguna e Jaguaruna, a Polícia Militar Ambiental (PMA) foi ao local e decidiu autuar pescadores por fazer a prática de maneira irregular. A ação foi realizada nesta sexta-feira, 3.

A autuação ocorre porque há uma portaria do Ibama baixada há mais de 20 anos que proíbe a pesca ali, da região da barra até o Oceano Atlântico. “Temos autuado com certa frequência no local e hoje quando fomos lá, se deparamos com 300 pessoas”, disse o comandante da corporação Fernando Magoga.

Para evitar uma debandada em massa, os policiais orientaram que as pessoas deixassem o local, também como forma de cumprir o decreto de isolamento social determinado pelo governo do Estado há quase três semanas. “Fomos orientando que ali é proibido a pesca o ano inteiro”, acrescentou o oficial.

Segundo o comandante, as pessoas estavam usando tarrafa. “Só quem pode usar o petrecho é pescador profissional e tem que estar devidamente identificado pelo o RGP, que é o Registro Geral de Pesca. Pescador amador não pode usar tarrafa”, acrescenta Magoga.

As atribuições de um pescador não profissional são descritas na portaria normativa nº 9/2012. Dúvidas sobre o assunto podem ser tiradas ao entrar em contato com a corporação no telefone: (48) 3647-7880.

Notícias relacionadas