Marinha abre concurso para a Escola Naval

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,552 visualizações,  4 views today

A Marinha do Brasil (MB) publicou edital de concurso público para admitir novos membros na Escola Naval, com possibilidade de inscrição até o dia 10 de maio. A armada disponibilizou 22 vagas, sendo dez para homens e 12 para mulheres – quatro são vagas para candidatos negros.

Os cursos de graduação da Escola Naval são voltados à formação de oficiais que vão compor o Corpo da Armada (CA), Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) e Corpo de Intendentes da Marinha (CIM). O edital completo pode ser lido, clicando aqui.

De acordo com o documento, os candidatos devem ter 18 anos completos e menos de 23 anos de idade (no primeiro dia do mês de janeiro de 2021), ter concluído com aproveitamento ou estar em fase de conclusão do 3º ano do ensino médio, entre outros requisitos.
A armada prevê que o aluno na graduação de aspirante terá ciclo escolar com duração de quatro anos letivos, para todos os cursos, sob regime de internato. Cada ano letivo compreenderá um período de verão e um período acadêmico.
As inscrições devem ser feitas até 10 de maio, neste site (clique aqui). A taxa é de R$ 65, que deve ser paga até o dia 15 de maio. O curso começa em 1º de fevereiro de 2021.

Provas

A avaliação dos candidatos será feita através de provas objetivas de matemática, física, português e inglês, incluindo redação. Os inscritos passarão por inspeção de saúde, teste de aptidão física, verificação de dados biográficos, verificação de documentos e avaliação psicológica.
As datas das avaliações e da redação serão divulgadas em breve. O cronograma completo pode ser conferido no edital.
Os exames vão ser aplicados no Rio de Janeiro, Angra dos Reis e Nova Friburgo, São Pedro da Aldeia e Macaé (RJ), Belo Horizonte e São José da Barra (MG), Vila Velha (ES), Ilhéus e Salvador (BA), Aracaju (SE), Natal (RN), Olinda (PE), Fortaleza (CE), Maceió/AL), Paraíba (PB), Santarém e Belém (PA), Amapá (AP), Piauí (PI), São Luís (MA), Rio Grande, Santa Maria, Uruguaiana e Porto Alegre (RS), Foz de Iguaçu e Paranaguá/PR), Florianópolis e São Francisco do Sul (SC), Ladário (MS), Cuiabá (MT), Brasília (DF), Palmas (TO), Santos, São Paulo e Barra Bonita (SP), Manaus (AM) e Porto Velho (RO).

Notícias relacionadas