Foto: Udesc Laguna

Há quase um mês, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) solicitou a todos os seus centros de ensino que testassem a possibilidade de fabricar máscaras faciais (face shields, em inglês), usando as impressoras em 3D. A ideia era distribuir os itens aos profissionais de saúde e foi uma forma que a instituição encontrou para auxiliar no combate à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Em Laguna, o desafio foi aceito pela equipe do Ceres, que já produziu ao todo 1.351 protetores faciais e 528 protetores de orelha. “O professor Pedro Castilho, da Engenharia de Pesca, iniciou testes de impressão. As impressoras que possuímos são de pequeno porte e foi necessário ajustar o processo. Hoje, dia 2 de abril, o professor Alberto Lohmann e eu, nos reunimos para iniciarmos a fabricação, após ele realizar as adaptações necessárias ao modelo disponibilizado pela Udesc, de modo a viabilizar o uso de nossos equipamentos”, detalhou o professor Leandro Leite, efetivo do departamento de Arquitetura e Urbanismo do polo, em conversa com a reportagem do Portal, no início do mês.

Além do trio, a equipe é reforçada pela diretora-geral Patrícia Sfair Sunye, os professores Daniel Pedro Willemann, e Gabriela Morais Pereira, e o técnico universitário Daniel Vidal Reis.

Os itens foram doados aos hospitais Celso Ramos (Florianópolis); Fundação Médico Social Rural (Rio Fortuna); Nossa Senhora da Conceição (Tubarão); Santa Teresinha (Braço do Norte); Santo Antônio (Armazém); São Camilo (Imbituba); São José (São Martinho); São Sebastião (Treze de Maio); e Senhor Bom Jesus dos Passos (Laguna).

A Udesc também distribuiu os equipamentos para as secretarias da Saúde de Gravatal, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, São Martinho e Tubarão. O Asilo Santa Isabel também foi contemplado e recebeu 25 máscaras de proteção.