Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna/Reprodução de internet

Atendendo recomendação do Ministério da Saúde (MS), o Governo de Santa Catarina anunciou em coletiva de imprensa, nesta terça-feira, 7, que vai flexibilizar ainda mais o isolamento social a partir da próxima segunda-feira, 13, com o retorno de atividades como o comércio em geral.

Novo decreto publicado no Diário Oficial do Estado ratifica a decisão de prorrogar por mais cinco dias o isolamento. No dia anterior, o governador Carlos Moisés (PSL) acenou para a possibilidade de estender a quarentena e não fazer um retorno imediato na quarta-feira, 8, como previsto na última semana, por não haver “segurança epidemiológica”. Atualmente, o Estado confirma 11 mortes e 457 casos de contaminação por coronavírus.

“Estamos seguindo a orientação do Ministério da Saúde que recomenda aos estados que entraram com alguns ações mais restritivas, que estejam realizando uma flexibilização ao retorno das atividades a partir do dia 13. Então estamos estudando durante essa semana, para que a gente consiga modular as normas e assim liberar a retomada de demais setores”, disse Moisés. Segundo o chefe do Executivo, o MS reconheceu Santa Catarina como estado pioneiro na aplicação da quarentena.

O governo autorizou o retorno ao funcionamento a partir de quarta-feira, 8, de oficinais, borracharias, varejo de auto-peças, auto center, vendas e instalação de acessórios, concessionárias, auto-elétricas, venda de máquinas, locação de veículos, serviços de despachantes e autoescolas, inspeção veicular, lavações e afins.

As medidas de isolamento social foram anunciadas em 17 de março e resultou na suspensão dos serviços não essenciais. A quarentena foi prorrogada ao mesmo tempo em que foi flexibilizada para permitir o retorno de várias atividades como por exemplo: correios, agências bancárias e lotéricas, profissionais autônomos.

O comércio teve o retorno gradual anunciado há uma semana, mas o governo recuou. O mais próximo disso foi a liberação das lojas que vendem chocolates, em virtude da proximidade com a Páscoa, ocorrido no sábado, 4.

Alesc analisa projeto para derrubar decretos

Reunidos virtualmente nesta terça, os deputados estaduais catarinenses, que são membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), aprovaram o projeto de sustação de ato proposto por Jessé Lopes (PSL) para revogar os decretos anunciados por Moisés, referentes ao isolamento social.

O governo terá dez dias para se defender à CCJ sobre a iniciativa de Lopes. A resposta do Executivo será analisada pela própria comissão, que pode definir pelo encaminhamento do texto à votação plenária em sessão da Alesc.

Através de sua assessoria, Lopes, pontou que “aqueles que entenderem por bem seguir na quarentena, que o façam de livre e espontânea vontade, sem serem forçados a fazer pelo governo”. Na coletiva, Moisés se limitou a dizer que a manifestação governamental vai ser feita no âmbito da comissão parlamentar.

Casos de coronavírus

Os dados anunciados na coletiva mostram que Santa Catarina tem 457 casos confirmados, com 11 mortes. Os municípios com confirmação de moradores contaminados pela Covid-19, são: Águas Mornas (1 caso), Anita Garibaldi (1), Antônio Carlos (9), Araranguá (4), Balneário Arroio do Silva (1), Balneário Camboriú (16), Balneário Gaivota (1), Biguaçu (1), Blumenau (52), Botuvera (1), Braço do Norte (16), Brusque (10), Camboriú (8), Canelinha (1), Chapecó (6), Criciúma (29), Florianópolis (114), Gaspar (5), Governador Celso Ramos (2), Gravatal (5), Içara (1), Imbituba (6), Indaial (2), Irati (1), Itajaí (23), Itapema (3), Itapiranga (1), Jaguaruna (2), Jaraguá do Sul (6), Joaçaba (1), Joinville (26), Lages (4), Laguna (3), Mafra (1), Morro da Fumaça (1), Navegantes (4), Palhoça (3), Papanduva (2), Paulo Lopes (2), Pedras Grandes (1), Pescaria Brava (1), Pomerode (1), Porto Belo (4),
Rancho Queimado (2), Sangão (1), Santa Rosa de Lima (1), São Domingos (1), São Francisco do Sul (2), São José (19), São Lourenço do Oeste (1) São Ludgero (3),
São Pedro de Alcântara (1) Siderópolis (4), Sombrio (3), Santo Amaro da Imperatriz (1), Tijucas (2), Timbé do Sul (1), Timbó (1), Tubarão (19), Urussanga (2), Videira (1), outros estados (7) e outros países (3).