Arquivo pessoal

“Eu agradeço a Deus em todos os momentos por estar viva e também de não ter contaminado ninguém, pois todos que tiveram contato comigo não apresentaram sintoma nenhum”, comemora Isabel Cristina Inácio, 54 anos, moradora do bairro Magalhães.

Ela foi o primeiro caso positivo confirmado em Laguna com o novo coronavírus, causador da Covid-19 e desde o dia 23 é considerada curada pela Vigilância Epidemiológica da cidade.

Casada, mãe de dois filhos, diz que encontrou na família e amigos o apoio necessário para enfrentar esse grande desafio. “Não foi fácil, mas recebi o apoio do marido, filhos e meus dois netos e hoje posso dizer que graças a Deus não sinto mais nada”.

Isabel conta que deve ter sido infectada no dia 6 de março e que após três dias começou a sentir os primeiros sintomas de uma gripe, como dor no corpo, febre e enjoo. “Fiquei com esses sintomas por dois dias e no dia 9 de março fui ao hospital de Laguna para verificar o que estava acontecendo. Fui medicada e mandada de volta para casa com sintomas de uma virose, conforme relatou o médico”, disse.

Em entrevista ao Portal Agora Laguna, ela relata que já no dia 11 não sentia mais nenhum sintoma e cinco dias depois tomou conhecimento que pessoas que estavam em um evento em Braço do Norte passaram a atestar positivo para o vírus. Foi aí que procurou por informações para realizar o teste em Laguna.

Ouça:

Dona Isabel segue em isolamento em sua casa e alerta para todos seguirem se cuidando e adotando as medidas de higiene. “Aconselho à todos que continuem seguindo as orientações das autoridades e mantendo a higiene das mãos, principalmente quando sair na rua”, lembra.

Leia também: Em postagem, filho afirma que sua mãe ‘está bem e sem sintomas’

Laguna

Até este sábado, 4, a cidade contava com dois novos casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus. Os pacientes são homens, um na faixa etária de 30 a 40 e outro de 60 a 70 anos. A prefeitura em seu boletim diário informou que aguarda o laudo de nove casos suspeitos que estão no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) de Santa Catarina. Outros 22 casos estão descartados.