Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Coronavírus


Os meios de transporte aquaviário no Canal da Barra também sofrerão alterações a partir desta quinta-feira, 19, inicialmente por sete dias, como forma de atendimento ao decreto estadual assinado por Carlos Moisés da Silva (PSL) que colocou Santa Catarina em situação de emergência. A medida anunciada entrou em vigor nesta quarta-feira, 18.

Para cruzar as águas do canal, existem duas formas, balsa e bote. O bote só entrará em funcionamento se houver necessidade: caso emergencial ou ocorrência de segurança da Polícia Militar ou Corpo de Bombeiros. A informação foi confirmada pela reportagem do Portal Agora Laguna junto às concessionárias que fazem as duas operações.

Já a Laguna Navegação, responsável pela travessia do Canal da Barra, afirma que, a princípio, os trabalhos seguirão, de acordo com a demanda e com prioridade aos órgãos de segurança e serviços essenciais, como a coleta de lixo, por exemplo. Nessa quinta, a empresa vai avaliar junto a prefeitura e deve informar qualquer alteração a ser definida.

Serviço de coleta de lixo

Outro serviço essencial mantido pelo Estado e que não terá alteração em Laguna é a coleta seletiva de lixo. A medida auxilia na manutenção das ruas limpas e na destinação de resíduos sólidos corretamente.

Também são considerados essenciais: mercados, farmácias, padarias (sem servir lanche ou café), serviços de entrega de restaurantes, hospitais e unidades de serviço, distribuidora de água, gás ou energia, serviços de telecomunicação, segurança pública e privada, e imprensa.