Foto: André Luiz/Agora Laguna

Na manhã deste sábado, 21, a prefeitura de Laguna iniciou uma barreira educativa em frente à escola Renato Ramos da Silva e ao posto operacional do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), no bairro Portinho, com objetivo de orientar os motoristas acerca do novo coronavírus (Covid-19) e incentivar para que cumpram com os decretos estaduais que colocaram o estado em situação de emergência.

O sistema aplicado não impede a entrada de carros no município, como prevê um decreto assinado no dia anterior pelo prefeito Mauro Candemil (MDB). “É um trabalho de orientação e conscientização com os moradores e turistas, pois ainda recebemos muitos turistas que não está tendo a noção do risco que está no estado”, comenta o responsável pelo Demutran de Laguna, Francisco Egídio Cidade.

Nesse primeiro momento, o trabalho será executado apenas pela GML e Vigilância Sanitária, com concordância da Polícia Militar (PM) de Laguna. “A recomendação é que as pessoas fiquem em casa”, diz Cidade.

Desde o decreto de situação de emergência em Santa Catarina, apenas os serviços essenciais têm funcionado como unidades básicas de saúde, hospitais, órgãos públicos, imprensa, segurança, trabalhadores (transporte de cargas, mercados, etc).

Ouça: Comandante Rogério Bartolamei, da PM, em entrevista à Difusora, na sexta-feira, 20, comentou sobre as possíveis barreiras

Na ilha, moradores retiraram barreiras

Na sexta-feira, 20, uma barreira tinha sido colocada pela prefeitura na divisa com a cidade de Jaguaruna, sobre a rodovia SC-100 (ponte sobre a lagoa de Camacho), mas os motoristas removeram por contra própria o bloqueio. Mais tarde, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) retirou o restante das barreiras, pois a competência da rodovia pertence ao Estado.

A prefeitura manteve bloqueios em alguns acessos que são de responsabilidade municipal. O Molhes da Barra e o acesso Norte via Barbacena receberam barreiras, colocadas no início da manhã.