Foto: Divulgação/Agora Laguna

É quase uma rotina todo fim de semana, após as festas realizadas na faixa de areia da praia do Gi, em Laguna, a quantidade de lixo deixada no local, de acordo com frequentadores.

Nas redes sociais, muitas pessoas têm relatado os problemas, e pedem providências. “Mais uma farra, a segunda em duas noites consecutivas. Começaram cedo e foram até de manhã aqui na Praia do Gi. Além do gosto musical e com volume no máximo, ainda deixaram após consumo, o lixo. Muitos de carros, outros de moto, bicicleta e até a pé. Até quando vamos ter que aturar essa bagunça? Isso tem que acabar”, disse uma leitora em contato com o Portal Agora Laguna.

Na última sexta-feira, 6, dois carros foram recolhidos pela PM, por documentação irregular e embriaguez ao volante. Além disso, policiais solicitaram que a praia fosse limpa pelos presentes no evento. Leia mais clicando aqui.

“Eles poderiam se juntar e comprar tonéis de plástico e colocar sacos de lixo para que o pessoal jogasse a sujeira ali, ao menos para não ficar espalhada na praia. Aos que participam e aos críticos, vamos ter consciência de limpeza e organização para vocês poderem fazer sua festa tranquilamente, sem perturbar ninguém e ninguém lhes perturbar”, disse outro internauta nas redes sociais.

Nas fotos enviadas à nossa redação neste último domingo, 8, é possível perceber garrafas de vidro e plásticos espalhadas pela areia e nas dunas. A Polícia Militar de Laguna já tem conhecimento dos fatos e pode ser acionada pelo telefone 190.

Exemplo

Por outro lado, alguns grupos organizadores têm realizado também na praia Gi, eventos beneficentes, com o objetivo de arrecadar doações, para famílias carentes e entidades de Laguna. Recentemente, um grupo de som automotivo promoveu um luau com essa finalidade, onde todo o lixo foi recolhido e os alimentos arrecadados foram encaminhados à família de Maicon Ilíbio da Silva. Ele sofreu um acidente de moto e precisou passar por procedimento cirúrgico. Veja a história aqui.

“Sempre que organizamos nosso luau beneficente a recomendação é recolher o lixo”, comenta um dos organizadores, Luciano Miranda, em entrevista ao Agora Laguna em 2019.