Divulgação

O município de Laguna teve mais dois casos suspeitos notificados nesta sexta-feira, 27. Com isso, sobe para cinco o número de pacientes monitorados com possível contaminação pelo coronavírus, causador da Covid-19.

A informação foi divulgada às 18h pela prefeitura. Detalhes sobre os dois novos casos, como idade ou sexo, por exemplo, assim como os três anteriores, não foram divulgados no boletim.

Laguna já teve doze casos notificados desde o começo de março. Seis foram descartados e apenas um foi confirmado, o de uma mulher de 54 anos. Esse caso positivo chegou a ser retirado da lista oficial do governo catarinense, mas retornou nesta sexta, após o Portal Agora Laguna ter apontado que havia ocorrido falha por parte da equipe de Estado.

Casos confirmados em SC

Conforme a nova metodologia, os casos confirmados em Santa Catarina têm a seguinte distribuição: vinte e sete pessoas em Florianópolis; dezoito em Itajaí; doze em Blumenau; doze em Criciúma; nove em Braço do Norte; nove em Balneário Camboriú; oito em Tubarão; oito em São José; oito em Joinville; cinco em Imbituba; quatro em Chapecó; quatro em Camboriú; três em Gravatal; três em Navegantes; três em Porto Belo; duas em Jaguaruna; duas em Jaraguá do Sul; duas em Rancho Queimado; e duas em Siderópolis;

A lista é fechada por Antônio Carlos, Balneário Arroio do Silva, Canelinha, Gaspar, Içara, Itapema, Lages, Laguna, Pomerode, São Lourenço do Oeste, São Ludgero, São Pedro de Alcântara, Tijucas, e Timbé do Sul, cada uma com um caso.

Também há oito casos notificados em Santa Catarina, mas que pertencem a moradores de outros estados (cinco) ou países (três). O cenário indica que há pacientes com diagnóstico positivo para a doença Covid-19 em todas as regiões catarinenses.

Atualmente, Santa Catarina tem, também, 325 casos suspeitos – cinco estão em investigação em Laguna e outro três em Pescaria Brava. E na madrugada de quarta-feira, 25, foi confirmada a primeira morte decorrente de coronavírus no estado. Um paciente de 86 anos, em São José, não resistiu às complicações da Covid-19.