Divulgação

A vacinação contra gripe em Laguna reiniciou com 1,9 mil doses na manhã desta segunda-feira, 30, sendo distribuída em ao menos quatro bairros da cidade. A campanha de imunização começou há uma semana e vem enfrentando dificuldades pelo repasse insuficiente de vacinas, que não tem conseguido atender a demanda.

Na sexta-feira, 27, a prefeitura anunciou o cronograma original prevendo vacinação no Progresso (em frente à igreja Nossa Senhora Auxiliadora, das 8h às 16h30), Cigana (das 13h às 16h30), Figueira (sub-unidade, das 8h às 11h30) e Morro Grande (salão paroquial, das 13h às 16h30) e Bentos (salão paroquial, das 8h às 16h30).

No mesmo dia, por telefone, a secretária de Saúde, Valéria Olivier, informou ao Portal Agora Laguna que os trabalhos seriam concentrados apenas no Progresso por não haver doses suficientes. O município, porém, resolveu voltar atrás ao ver que tinha condições de atender ao grupo-alvo da primeira etapa da campanha (idosos com mais de 60 anos) nestes bairros.

A prefeitura de Laguna, assim como outros municípios da Amurel, tem recebido frações de doses, o que vem inviabilizando a manutenção do cronograma original divulgado antes de a campanha iniciar. O atraso ocorre pela dificuldade do Ministério da Saúde em atender todos os municípios do país. A campanha aconteceria em abril, mas foi antecipada para auxiliar nos diagnósticos de coronavírus.

A escassez de doses em outros municípios tem feito com que moradores venham fazer em Laguna a aplicação da vacina. Segundo Valéria, como a campanha é nacional, não há como fazer restrição ou impedir que pessoas residentes em outras cidades se vacinem.