Foto: Agora Laguna

O Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos terá o repasse mensal estadual incrementado em virtude dos investimentos que o Governo de Santa Catarina tem feito para enfrentar o novo coronavírus. Além disso, a unidade tem mantido conversas com o Estado para viabilizar a abertura emergencial da UTI.

Com a necessidade de enfrentar o coronavírus, o governo optou por elevar os repasses de todos os hospitais contemplados pela Nova Política Hospitalar Catarinense ao teto máximo de R$ 450 mil mensais. “É um recurso provisório, ou seja, não é definitivo. Pelo que recebemos, será em nove parcelas, e depois retornam os R$ 153 mil”, acrescenta a administradora do hospital de Laguna, Cheyenne de Andrade Leandro.

Em 2019, o hospital foi integrado ao programa estadual para auxílio às unidades filantrópicas. O repasse para cada casa hospitalar, com o modelo, passou a depender de vários quesitos que vão desde o número de leitos à quantidade de atendimento. Atualmente, o hospital de Laguna recebe mensalmente R$ 153 mil – até ano passado, a quantia era de R$ 8 mil, quase 20 vezes menor.

No dia anterior, foram depositados mais R$ 150 mil, vindos da prefeitura municipal para auxiliar a casa hospitalar na compra de materiais para enfrentamento à Covid-19. Os recursos haviam sido anunciados pelo município há duas semanas. A verba não tem ligação com o Estado.

Ouça: entrevista com Cheyenne de Andrade Leandro

UTI deve passar por reformas estruturais

Segundo ela, o Estado procurou o Senhor Bom Jesus dos Passos para estudar o ativamento emergencial dos dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que existem na unidade, mas que estão sem funcionamento.

O hospital tem feito o levantamento orçamentário do que precisaria para fazer a ativação emergencial dos leitos. “Não temos condições, hoje, de em 10 dias estar com ela pronta. Precisamos fazer algumas obras de conformidade estrutural que foram solicitadas pelo próprio Estado, precisamos fazer a parte de mobília, materiais permanentes, gasômetro, rede de gás”, detalha. Ao menos R$ 500 mil seria necessário para a realização destes processos.

Além disso, a estrutura elétrica precisaria ser alterada para um padrão superior ao existente no hospital – Cheyenne confirmou que estão sendo feitas tratativas com a Celesc para fazer essa operação – e outras questões documentais, resolvidas. O orçamento deve ser enviado ao governo ainda nesta semana.

As conversas com o Senhor Bom Jesus dos Passos ocorrem porque o governo catarinense anunciou a intenção de abrir 713 leitos de UTI no estado até o fim de maio, para atendimento aos casos mais graves da Covid-19. O Estado aplicou R$ 76 milhões na aquisição de equipamentos para os leitos, insumos e EPIs para garantir a segurança dos profissionais de saúde.

Empréstimo de equipamentos

Como o Senhor Bom Jesus dos Passos não pode abrir a UTI imediatamente, o governo requisitou equipamentos comprados com recurso estadual, que estão armazenados na unidade. A casa hospitalar cedeu dez monitores e nove ventiladores (dois usados e sete novos), que serão devolvidos assim que os leitos possam ser ativados.

“O hospital não ficou desassistido”, garante Cheyenne. A unidade continua com sete ventiladores e dez monitores para uso dos pacientes que necessitarem.

Hospital divulga nota de esclarecimento

Na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, o hospital emitiu uma nota de esclarecimento a respeito dos repasses e da UTI. O texto é assinado pelo presidente da instituição Fernando Henrique Pache e pela administradora Cheyenne Andrade.

1- Situação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI):
O hospital está em contato com o Governo Estadual, para viabilizar a abertura da UTI, onde confeccionou análise e levantamento preliminar das necessidades para ativação dos 10 leitos existentes. Dentre as adequações necessárias estão: Mobiliário, Materiais Permanentes, Gasômetro, Rede de Gás (medicinal) e Adequações estruturais. Sabe-se do interesse do Governo Estadual em ampliar os Leitos de UTI e o hospital está engajado em obter a ativação da Unidade de Terapia Intensiva.

2- Empréstimo dos Equipamentos para a Secretaria de Saúde Estadual:
O hospital possui 28 monitores e 16 ventiladores, equipamentos esses, adquiridos através de Recursos Estaduais, que até então se encontravam ociosos no aguardo da ativação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No momento, pela situação vivenciada, foram solicitados por empréstimo pela Secretária Estadual de Saúde, para complementar o atendimento em outras unidades hospitalares da nossa região, onde a situação se mostrou mais crítica. Vale ressaltar que a Direção e Administração deste nosocômio, por prudência e de comum acordo com a SES manteve instalados no Hospital de Laguna 10 monitores e 7 ventiladores, que ficaram a disposição para o atendimento de possíveis casos de Covid-19 em nosso município. Tão logo superada a crise do Coronavírus, os equipamentos retornarão ao Hospital de Laguna, pois fazem parte do seu patrimônio.

3- Repasse de Recurso Estadual:
No final do ano de 2019 foi aprovado pelo Governo Estadual a Nova Política Hospitalar Catarinense, onde os Hospitais de todo o estado foram avaliados através de uma matriz de pontuação. Laguna enquadrou-se em Porte III e a partir de janeiro de 2020, passou a receber o valor de 153 mil reais mensais da Secretaria Estadual de Saúde. Diante da pandemia do Covid-19 (Coronavírus), o Governo Estadual, como forma de auxiliar as entidades privadas sem fins lucrativos na ampliação do acesso e a qualidade dos serviços ofertados para o enfrentamento das ações de combate do Covid-19, liberou para os hospitais o valor total de pontuação da matriz, conforme o porte de cada instituição. Como este nosocômio se enquadra em Porte III, e o valor total chega até 450 mil reais, um novo convênio está sendo realizado com o repasse de 297 mil reais mensais, o que irá totalizar de repasse estadual 450 mil reais mensais. Esse recurso é específico para o enfrentamento da crise do Coronavírus, sendo assim, será apenas em 9 parcelas, não sendo recurso definitivo, após finalização destas parcelas o hospital retorna a receber apenas os 153 mil reais mensais.

4- Repasse de Recurso Municipal:
Para contribuir com a situação do Coronavírus no município, a Secretaria de Saúde e Prefeitura Municipal, realizou o repasse de parcela única no dia 30/03 de 150 mil reais, para o hospital. Tal recurso será destinado para aquisição de materiais médicos hospitalares, medicações e pagamento da equipe de profissionais da saúde que atuarão no Serviço de Urgência/Emergência, para o enfrentamento do Covid-19, garantindo a atenção integral à saúde dos munícipes.

Se faz necessário tais esclarecimentos, tendo em vista a ampla divulgação de informações inverídicas e que não condizem com as condutas da direção desta instituição. Com isso, reiteramos o pedido a toda a população para que se atentem somente as informações oficiais dispostas nos canais de comunicação oficiais do Hospital de Laguna. Nos mantemos a disposição para sanar todas as eventuais dúvidas, assim como também todas as críticas e sugestões que possam somar a nossa administração.