Divulgação

O Cine Teatro Mussi será palco, no próximo dia 8, para o espetáculo ‘Retrato Falado’, da percussionista Dandara Manoela, que une força e poesia no show. A apresentação é gratuita e integra a turnê da Rede de Teatros Sesc, circulando pelo estado.

O espetáculo transita pelo samba e pelo MPB em músicas autorais que mostram faces de um ‘retrato’, que é espelho, denúncia e expressão. O show traz à tona resistências, dores, amores, riso e choro, num trato vestido de canção.

“‘Retrato Falado’ é sobre sair do lugar, atravessar, viajar num encontro com novos corpos, rostos, ideias e sentimentos. É transformar e registrar coletivamente”, explica Dandara, que é acompanhada pela banda base formada por UBrother (percussão), Jeff Nefferkturu (guitarra) e Mateus Romero (contrabaixo).

Além de Laguna, o show circula por mais sete cidades: Joinville (dia 3), Jaraguá do Sul (4), Itajaí (5), Florianópolis (7), Lages (10), Concórdia (11) e Chapecó (12). Os ingressos gratuitos precisam ser adquiridos antecipadamente, online no site do Sesc, ou diretamente na área de Relacionamento com Clientes da Unidade do Sesc Laguna.

Cada pessoa poderá retirar até dois ingressos. A classificação etária é para 12 anos e a duração é de 1h20. O espetáculo está marcado para 20h.

Sobre o projeto Rede de Teatros Sesc

A Rede de Teatros Sesc realiza a cada mês uma turnê estadual trazendo espetáculos catarinenses que se destacam pela qualidade, pluralidade e inovação artística. Ao longo do ano a Rede promove também outras atividades culturais para todas as idades nas áreas de música, literatura, dança, teatro, circo e cinema. A programação acontece nos Teatros do Sesc de Chapecó, Lages, Laguna, Itajaí, Joinville, Jaraguá do Sul e Florianópolis e pode ser acompanhada pelo site.

Conheça a artista

Dandara Manoela é cantora, compositora e percussionista. Sua pluralidade musical representa um símbolo de resistência das manifestações culturais afro-brasileiras e de afirmação da mulher lésbica no campo artístico. Transitando pelo samba e pela MPB, a artista traz à tona lutas e afetos subjetivos que encontram espaço na multidão.

Em 2018, Dandara lançou seu primeiro álbum, “Retrato Falado”, gravado via financiamento coletivo em Florianópolis (SC). Entre as 12 faixas, estão composições como “Mulher de Luta” e “Dona Georgina”, conhecidas por suas letras potentes. Além do trabalho solo, Dandara integra a banda de samba-reggae Cores de Aidê e a Orquestra Manancial da Alvorada. Em 2017, venceu o Prêmio da Música Catarinense nas categorias melhor cantora e artista revelação com a Orquestra.