Foto: Nailana Thiely

Coronavírus

Reflexo do avanço veloz da pandemia do coronavírus, a campanha nacional de imunização contra a gripe (vírus influenza) que ocorre sempre em abril será antecipada e vai iniciar na próxima segunda-feira, 23. A ideia, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), é imunizar 2.271.314 pessoas, sendo que a meta é vacinar ao menos 90% de cada grupo-alvo.

A novidade é a inclusão da faixa etária adulta de 55 a 59 anos nos grupos prioritários. O Dia D, quando todas as unidades de saúde ficam abertas no sábado em horário estendido, ocorre em 9 de maio. Os postos de saúde de Pescaria Brava que terão a vacina disponível serão divulgados ao longo da semana.

A vacina em Laguna estará disponível nas unidades de saúde da Passagem da Barra, Mar Grosso, Magalhães, Campo de Fora, Esperança, Cabeçuda e Ribeirão Pequeno. O horário de atendimento para vacinação é das 7h às 11h30 e das 13h às 17h.

Apesar de antecipada por causa do coronavírus, a vacina não imuniza contra o vírus e se trata de uma estratégia do governo federal para ajudar no diagnóstico do Covid-19, já que os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Para a imunização, serão disponibilizadas quase 2,6 milhões de doses da vacina trivalente, que protege contra os vírus H1N1, H3N2 e vírus do tipo B. As crianças imunizadas pela primeira vez receberão duas doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

Em Santa Catarina, no boletim mais recente, até 16 de março havia 20 casos de gripe confirmados no estado, sendo: dez por Influenza A (H1N1), sete do tipo B (H3N2) e três em análise de tipagem. Não há registro de mortes provocadas por gripe neste ano.

Transmissão e meios de prevenção

Infecção viral aguada que afeta o sistema respiratório, a gripe é transmitida pelas secreções respiratórias geradas a partir de tosse ou espirro. O vírus pode sobreviver algumas horas em diversas superfícies.

A gripe tem como sintomas: febre alta, calafrios, tosse (seca ou com expectoração), dores musculares, de cabeça, de garganta, cansaço, e coriza.

As orientações para prevenção são:

  • Higienizar mãos com água e sabão ou álcool em gel, principalmente após tossir ou espirrar, depois de usar o banheiro, antes das refeições, e antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz.
  • Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas (corrimão, bancos, maçanetas etc).
  • Evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas;
  • Manter os ambientes ventilados e arejados;
  • Limpar com álcool superfícies e objetos que entram em contato frequente com as mãos, como mesas, teclados, maçanetas e corrimãos;
  • Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e demais objetos de uso pessoal;
  • Manter hábitos de alimentação saudáveis, com ingestão de líquidos e realização de atividades físicas.

Etapas

  • 1ª fase – a partir de 23 de março: vacinação de idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde;
  • 2ª fase – a partir de 16 de abril: professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
  • 3ª fase – a partir de 9 de maio: crianças de seis meses a menores de seis anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indígenas, adolescentes e jovens do sistema socioeducativo, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.