Foto: Suham Dellatorre

A região da Amurel tem o primeiro caso positivo de contaminação por novo coronavírus (Covid-19). A informação foi divulgada na manhã deste domingo, 15, pelo Hospital Santa Terezinha (HST), de Braço Norte, onde o paciente teve o diagnóstico realizado.

O homem, que não teve a idade revelada, entrou no pronto-socorro na última quinta-feira, 12, e todos os protocolos de tratamento e profilaxia foram tomados. Os exames foram feitos pelo Laboratório Central de Santa Catarina (Lacen).


Coronavírus


Esse é o segundo caso suspeito que o hospital de Braço do Norte atende – o primeiro foi descartado. “Salientamos que o HST conta com plano de contingência junto com a Vigilância Epidemiológica e equipe habilitada e treinada para o atendimento aos casos da Covid-19”, disse o hospital na nota. A prefeitura do município convocou uma reunião urgente com o secretariado para esta tarde.

O caso confirmado na Amurel se junta a outros cinco anunciados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) desde a última quinta-feira, 12:

  • dois casos em Florianópolis, informados na quinta-feira, 12. Os pacientes são um homem de 34 anos – cuja identidade foi apurada como sendo o cantor Di Ferreiro, ex-vocalista do NX Zero – e uma mulher de 28 anos. Ele voltou dos EUA e ela da Holanda.
  • um caso em Joinville, noticiado na sexta-feira, 13. Segundo a SES, é um homem de 57 anos com histórico de viagens à Europa e à Africa do Sul. Ele retornou de cruzeiro recentemente.
  • dois casos em Rancho Queimado, anunciados na manhã de sábado, 14. Conforme a prefeita do município Cleci Veronezi (MDB), os pacientes – uma mulher de 59 anos e o marido, 65 – estão bem e em quarentena em um sítio.

Laguna não tem suspeitas

Até o momento, Imbituba, Tubarão e Garopaba, monitoram casos suspeitos. Laguna não teve até este domingo, 15, nenhum paciente procurando unidades de saúde ou o hospital Senhor Bom Jesus dos Passos com sintomas de coronavírus.

O assunto foi tema de uma reunião na última sexta-feira, 13, com as autoridades de saúde municipais. Entre as principais ações anunciadas está a contratação emergencial de médicos e ainda o credenciamento da unidade básica do Progresso para ser considerada como ponto de referência para o atendimento de pessoas com sintomas gripais.

O Ministério da Saúde (MS) editou portaria em que determina que o atendimento a essas pessoas com suspeitas de Covid-19 sejam realizadas nas unidades básicas. O hospital de Laguna nesse sentido vem reforçando o apelo para que a população evite superlotar a emergência caso tenha sintomas, que às vezes podem ser gripes comuns.

“O hospital tem o protocolo para atendimento relacionados ao coronavírus. A superlotação deve-se a falta de resolutividade dos PSFs e da comodidade dos pacientes, que vão à emergência por qualquer coisa. A estrutura do hospital é boa e tem condições de fazer um bom atendimento”, disse o médico Fernando Pache, presidente da unidade hospitalar, em uma rede social.