Aderbal Moreira, então secretário de Obras de Pescaria Brava, em entrevista de TV em 2015 – Foto: Arquivo/Prefeitura de Pescaria Brava
 

A morte do ex-vereador e secretário de Assistência Social de Laguna, Aderbal Moreira Cardoso (PSDB), na madrugada deste domingo, 23, impactou na política de Laguna e também em Pescaria Brava, onde o tucano também fez carreira no secretariado municipal durante os primeiros anos de emancipação da cidade.

Em Laguna, o prefeito Mauro Candemil (MDB) informou à reportagem do Portal Agora Laguna, que autorizou a edição do decreto de luto oficial, como forma do município prestar a última homenagem ao político. A Câmara de Vereadores de Laguna também emitiu decreto neste sentido, segundo noticou, por telefone, pelo presidente da casa legislativa, Cleosmar Fernandes (MDB).

Um decreto de luto será expedido, ainda, pela prefeitura de Pescaria Brava, conforme informou à reportagem o prefeito Deyvisson Souza (MDB). Em uma rede social, o chefe do Executivo se despediu do ex-secretário de Obras do município: “Vai com Deus, Garotinho (Aderbal Moreira)… Meus sentimentos a sua família”.

O velório do ex-vereador acontece desde às 9h deste domingo, 23, na igreja Nossa Senhora Aparecida, em Bananal, e o enterro ocorre às 17h, no cemitério de Laranjeiras, em Pescaria Brava. Uma missa de corpo presente vai ser celebrada às 15h45, antes do sepultamento, pelo padre Adelino Matildes, pároco de Cabeçuda.

Repercussão

Nas redes sociais, diversos políticos e ex-colegas de Cardoso em gestões municipais externaram seus sentimentos pela morte do tucano:

“Os meus mais sinceros sentimentos a toda família! Um ser HUMANO realmente incrível! Garotinho, descanse em paz!”, disse a ex-secretária de Planejamento Urbano de Laguna, Silvânia Cappua Barbosa.

“Vai em Paz Meu amigo!! Deixou lembranças boa!!! Sentimentos a toda família!!!”, lamentou a conselheira tutelar Dayane Prattes, moradora de Bananal.

“Meus sentimentos aos familiares”, disse o ex-prefeito de Laguna, Everaldo dos Santos (MDB).

“Meus sentimentos aos familiares, descanse em paz, amigo Aderbal”, comentou a secretária de Saúde, Valéria Olivier.

“Grande Aderbal! Descanse em paz meu querido. Sentimentos aos familiares”, acrescentou o ex-vereador do Progressistas, Jefferson Crippa, que foi colega de Câmara de Cardoso no início dos anos 2000.

“Garotinho, gente boa. Sentimentos à família!”, disse o presidente do Legislativo de Laguna, Cleosmar Fernandes (MDB).

“Sr. Aderbal era uma figura ímpar e muito querida. Que o Garotinho lá de cima o receba. Aos que ficam, seus familiares e amigos, meus sentimentos”, escreveu o advogado e ex-presidente da Fundação Lagunense de Cultura (FLC), Márcio José Rodrigues Filho.

Outros políticos como as ex-vereadoras Leia Faísca (MDB, de Pescaria Brava) e Zuleida Maurício Rosa (MDB, de Laguna) e o ex-vereador Orlando Rodrigues (PSD), também manifestaram pesar pela morte de Aderbal Cardoso.

Trajetória

Líder comunitário de Bananal, na região do Distrito de Ribeirão Pequeno, Cardoso foi eleito vereador de Laguna, em 1996, pelo antigo PPB. Nas eleições de 2000 (pelo PPB) e 2008 (pelo PSDB) não conseguiu se eleger. Como suplente ocupou a cadeira no Legislativo por algumas oportunidades. Recentemente foi candidato a vice-prefeito pelo partido tucano na chapa de Antônio Honorato, em Pescaria Brava, no ano de 2016, não sendo eleito.

Paralelo à Câmara, nos governos de Célio Antônio (2005-2012) e Everaldo dos Santos (2013-2015) ocupou a função de secretário de Pesca e Aquicultura. Na cidade vizinha de Pescaria Brava, na gestão de Antônio Honorato, comandou a pasta de Obras da cidade vizinha entre 2015 e 2016. Também ocupou funções na Gerência de Assistência Social, Habitação e Trabalho na extinta Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Laguna.

O ex-vereador assumiu em 8 de janeiro deste ano, a função de secretário de Assistência Social e Habitação, na gestão de Mauro Candemil. Em uma conversa rápida com o Portal Agora Laguna, na época de sua nomeação, Cardoso falou que se sentia honrado em estar na pasta, pois, em sua visão, um dos pontos altos de sua trajetória política foi a de entregar casas populares quando foi gerente na ADR e isso o motivava muito.

Por alguns anos foi colaborador do programa Cidadania, com o saudoso João Manoel Vicente, e do Jornal da Difusora, com Sousa Junior, na Rádio Difusora de Laguna, quando a emissora ainda transmitia na faixa AM.