A Polícia Civil de Laguna, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), deflagrou nesta segunda-feira, 17, por volta das 7h, a Operação Flor de Lótus II, com o objetivo cumprir mandado de prisão preventiva contra S.S.C, 24 anos, e mais três ordens judiciais de busca e apreensão em casas relacionadas à presente investigação.

Todas as diligências foram realizadas juntamente com o apoio do canil setorial do 28º Batalhão de Polícia Militar de Laguna, que auxiliaram nas buscas realizadas.

De acordo com o delegado da DIC, Bruno Fernandes, a operação faz parte de investigações relacionadas à prisão em flagrante de G.L.S., feita no dia 8 de fevereiro, data em que o flagrado teria adquirido de S.S.C., quase meio quilograma de crack, em uma única peça bruta, na localidade do Morro da Glória. À época dos fatos, foi apurado que a substância apreendida renderia aproximadamente 1,5 mil pedras de crack, que renderiam cerca de R$ 15 mil de lucro.

No dia da prisão de G.L.S., data da Flor de Lótus I, S.S.C. fugiu da polícia, sendo encontrado apenas nesta segunda, na Vila Vitória, sendo preso preventivamente por ordem expedida pelo Poder Judiciário de Laguna, por volta das 12h40.

Ainda segundo o delegado, o detido é apontado como um dos maiores fornecedores de maconha, crack e cocaína de Laguna.

As investigações vão ser concluídas em 30 dias, data em que o inquérito policial será remetido à justiça para análise.