Foto: Hingridi Camilo/Semeando o Saber

“A leitura amplia nosso vocabulário, conhecimento, nos leva a viagens que a gente jamais pensou em fazer e tudo isso através de um livro, que traz educação, sabedoria e não tem idade”. É assim que Eduardo de Souza Pessoa define a importância da leitura e foi baseado nesse pensamento, que ele fundou o Instituto Semeando o Saber, em Barranceira, junto com outros voluntários. A inauguração da entidade acontece neste sábado, 29, às 14h.

Eduardo é morador do bairro e sempre buscou uma forma de despertar na sociedade essa mesma visão e para isso contou com apoio, primeiro, de sua esposa, Mere. “Viemos de família simples, pobre, que teve muita dificuldade para estudar e conseguir conquistar um espaço na sociedade e ter sucesso na vida profissional”, conta, reforçando que foi graças ao estudo, que conseguiu conquistar seus próprios objetivos.

Essa vontade se materializou através do instituto e por isso as últimas semanas têm sido de muito trabalho para a equipe de voluntários, que abraçaram a causa e têm se dedicado à organização da sede da entidade e também do acervo literário que será colocado à disposição dos frequentadores do espaço.

A ideia é que o Semeando o Saber seja um local para oferecer cursos, livros para empréstimo e possibilitar também acesso a computador, para quem precise fazer uma pesquisa – principalmente estudantes que não tenham essa facilidade.

O instituto também tem seu lado social. “Será um local para que possamos ajudar crianças carentes que não tenham condições de comprar material ou roupa de uso escolar, que a gente possa agregar e ajudar essas crianças, assim como já estamos conseguindo fazer com sete crianças da comunidade que não têm condição de comprar roupa para ir a escola, por exemplo”, diz Eduardo.

Voluntariado

Segundo a direção, a comunidade pode ajudar a contribuir com a manutenção do espaço, seja com doação de fundos ou de materiais como móveis e livros mas, principalmente,  através do voluntariado.

“Precisamos de pessoas pra dar curso, para poder dar aula de reforço para crianças, para dar aula de algum instrumento, por exemplo violão; de inglês, de informática, entre outros cursos”, adianta o presidente da entidade. Para ingressar como voluntário basta procurar a diretoria, se apresentar e ver a melhor forma de contribuir com o projeto.

O instituto está em fase de instalação. A ideia, explica Eduardo, é que o espaço fique a disposição da população de segunda à sexta-feira, incluindo os sábados. Todas as ações e iniciativas que serão oferecidas, vão ser divulgadas através desta página no Facebook.

Semeando o Saber

O instituto tem a sua diretoria composta por moradores de Barranceira, além de Eduardo: Lucimere Nascimento Pessoa, Miguel dos Santos Oliveira, Rosemar Camilo de Oliveira e Gilmar de Oliveira Camilo, e Luciane Rodrigues Antunes Camilo.

A sede do projeto fica na rua Marcelina André (estrada geral do bairro), ao lado da sede do time de futebol Abac.