Foto: PMP-BS/Divulgação

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), da Udesc de Laguna, informou que resgatou uma pardela-de-óculos (Procella conspicillata), após acionamento, no último dia 4 de janeiro. A ave estava debilitada e foi achada por guarda-vidas do Corpo de Bombeiros Militar.

De acordo com o órgão, o animal foi levado para a Unidade de Estabilização de Fauna Marinha, onde recebeu atendimento veterinário para tentar reverter os sinais de intoxicação. Porém, não resistiu e veio a óbito no dia seguinte.

Este foi o primeiro caso de esta espécie de Procellariforme registrado em quatro anos de projeto pela equipe da Udesc.

Pardela-de-óculos

É uma ave similar da la-preta (Procellaria aequinoctialis) que até pouco tempo era considerada uma subespécie dela. Elas têm padrões de coloração semelhantes, o que difere é uma plumagem branca envolta dos olhos, por isso o nome popular de ‘óculos’. A pardela-de-óculos é considerada uma ave em extinção.

Sobre o PMP-BS

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no polo pré-sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o projeto pelo telefone 0800 642 3341.