Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

O Mercado Público Municipal finalmente será devolvido ao cotidiano da sociedade lagunense. A edificação inaugurada em 1958 e ampliada em 1968 vinha passando desde 2014 por obras de reforma e requalificação, com objetivo de trazer as características perdidas e acrescentar novos elementos ao prédio. A cerimônia de inauguração está marcada para sexta-feira, 31, às 18h.

O projeto foi uma iniciativa do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que captou recursos com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Sustentável, em convênio com a Fundação Lagunense de Cultura. São R$ 5,6 milhões em investimentos no prédio.

A requalificação do mercado incluiu substituição do piso cerâmico e das telhas, a recuperação das escadas, a instalação de elevador e de instalações hidrossanitária e elétrica. Os boxes para venda foram recuperados com instalação de porta automática e foi construído um deck de madeira e uma área coberta com fechamento de vidro, que estendeu a área pública do local, permitindo espaço para eventos e contemplação da lagoa Santo Antônio dos Anjos.

Segundo o Iphan, a requalificação foi para potencializar o mercado como atrativo turístico e promover e valorizar dois aspectos de grande importância socioeconômica e cultural de Laguna: a pesca e o comércio tradicional. Na visão do órgão, isso abriu um leque de possibilidades de incremento de atividades típicas da história e da cultura lagunense, como a venda de frutos do mar, de equipamentos de pesca e artesanato, além de apresentações culturais e bares e restaurantes com pratos locais.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

“O nosso mercado faz parte da história da cidade. A comunidade estava desacreditada. Receber de volta o espaço, está relacionado com a autoestima da população e com apropriação deste bem, por isso ele tornou tão importante para todos nós”, frisa a presidente da Fundação Lagunense de Cultura (FLC), Mirella Honorato.

Neste primeiro momento, o Mercado Público de Laguna não será ocupado comercialmente. Isso ocorre porque houve atrasos no projeto de concessão, aprovado em dezembro de 2019, o que atrasou o edital de licitação dos boxes, que deve sair em fevereiro.

Até a definição de quem ocupará os espaços de comércio, o local vai receber exposições culturais e feiras artesanais. As paredes do Mercado estão com painéis que contam a história da cidade e do prédio, além de fotos feitas por Ronaldo Amboni e Elvis Palma, que retratam tradições culturais de Laguna.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna