Paróquia São Pedro Apóstolo, de Cabeçuda, terá novo pároco em 2020

Divulgação/Diocese de Tubarão
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,636 visualizações,  8 views today

A Diocese de Tubarão, responsável pela coordenação das paróquias católicas das cidades da região da Amurel, divulgou a resolução assinada pelo bispo diocesano Dom João Francisco Salm, que nomeia e transfere os padres.

“A transferência de padres é sempre uma missão exigente: requer oração, reflexão, ponderações, caridade pastoral e muita compreensão e disponibilidade dos padres e das comunidades. É tarefa do Conselho Presbiteral sob a presidência do bispo”, escreveu Salm, no documento, justificando as novas missões dos padres. As mudanças passam a valer em fevereiro de 2020.

Em Laguna, a Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes (Magalhães) permanece sendo liderada pelo padre Carlos Henrique e a de Santo Antônio dos Anjos, por Lenoir Steiner Becker e Itamar Faísca.

A única da cidade juliana que terá alteração é a paróquia São Pedro Apóstolo, em Cabeçuda, que deixa de ter à frente o padre angolano Bantu Mendonça Katchipwi Sayla, após sete anos. “O que dizer? Apenas o seguinte: Deus foi, é e sempre será maravilhoso. Estou grato por cada um de vocês. Não duvido que tenhamos constituído uma família inseparável. Estejamos onde cada um estiver. Podem crer: Aprendi muito com a sabedoria de cada um de vocês”, afirma Sayla, que diz estar contente pelo período em que esteve em Cabeçuda. Ele assume a função de vigário-paroquial na Paróquia São João Batista, em Capivari de Baixo.

Em seu lugar, assume a matriz de Cabeçuda, o padre Adelino de Souza Matildes, que estava na Paróquia São João Batista, em Morro Grande. O religioso tem passagens pelas paróquias de Braço do Norte e Capivari de Baixo.

Outras alterações

O padre Avelino de Souza deixa o cargo de pároco na Paróquia Nossa Senhora das Dores (Jaguaruna) para assumir a Paróquia de São João Batista (Imaruí). Nesta mesma paróquia, o seminarista Judá Gabriel da Silva Freitas (atualmente em estágio na Paróquia Nosso Senhor do Bonfim, de Braço do Norte), será ordenado diácono em 16 de fevereiro e padre em 4 de agosto.

O documento assinado pelo bispo diocesano informa que o reitor do Seminário Nossa Senhora de Fátima, padre Rodrigo José da Silva, vai auxiliar a paróquia imaruiense aos fins de semana, quando disponível.

Padre Pedro De Biasi segue como ecônomo da Diocese e assume a Paróquia Nossa Senhora das Dores (Jaguaruna). O padre Rafael Uliano deixa de ser vigário-paroquial na paróquia do bairro Humaitá, em Tubarão, para assumir como pároco da Paróquia e Santuário do Sagrado Coração de Jesus (Gravatal), e continua como administrador da Rádio e TV Tubá e Livraria Diocesana.

Em Gravatal, o cargo de vigário-paroquial passa a ser ocupado pelo padre Henrique de Lira, que desempenhava a mesma função na Paróquia Santa Otília (Orleans). Assim como em São Ludgero, onde assume o padre Realdo Antônio Sartor, que deixa a cidade de Gravatal.

Padre Aluísio, que atuava na paróquia de Imaruí, se transfere para a Paróquia São João Batista, em Morro Grande. O padre Rafael Schlickmann, atualmente liberado para cuidar da própria saúde, será vigário auxiliar na Paróquia Rio Bonito.

Em Capivari de Baixo, o padre Márcio Martins, atualmente atuando como vigário-paroquial nas paróquia São João Batista e Santa Teresinha (no bairro Passagem, Tubarão), vai permanecer na cidade azul e assume como vigário-paroquial na Paróquia da Imaculada Conceição, no bairro Morrotes.

O padre Vanderlei Tezza, vigário-paroquial na Paróquia Nossa Senhoras de Fátima, no bairro Humaitá, em Tubarão, assume o mesmo cargo na Paróquia São Marcos, em Rio Fortuna. O documento ainda informa que o seminarista Lucas Bittencourt Neves, que concluiu seus estudos seminarísticos, vai estagiar na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Tubarão.

Notícias relacionadas

Previous
Next