Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

A definição da empresa vencedora da licitação para construir o acesso Norte do município não sai antes da proxima sexta-feira, 20. A data é o prazo limite para que as cinco interessadas apresentem recursos contra as documentações apresentadas.

Na quinta-feira passada, 12, as empresas foram comunicadas da conclusão da análise documental feita pela Comissão Permanente de Licitações (Copeli) sobre a possibilidade de questionarem as concorrentes.

Ao Portal Agora Laguna, a secretária de Finanças, Administração e Serviços Públicos, Luciana Fernandes, informou que apenas a Confer (Criciúma) e BCL Empreendimentos (Orleans) abriram mão das impugnações possíveis.

As outras três construtoras credenciadas — JR Construções (Içara), Qualidade (Palhoça), e Setep (Criciúma) — não se manifestaram. “Se não entrarem [com recurso], na sexta-feira vamos marcar a data da abertura dos envelopes”, adianta Luciana. Caso uma ou mais empresas apresentem impugnações, o recurso será avaliado e deve atrasar a definição da escolhida.

Mesmo com o prazo curto e estando perto do fim do ano, a prefeitura acredita que é possível definir a empresa ainda em 2019, para que a obra seja iniciada no primeiro semestre do ano seguinte.

“Assim que tivermos a empresa, no início de janeiro já queremos começar a trabalhar. É uma obra importante para a cidade”, afirma a gestora.

O projeto tem um total de 5,3 quilômetros, iniciando na Avenida João Marronzinho, passando pela Rua Arno João Jerônimo, seguindo pelo bairro Barbacena, até a BR-101.

De acordo com a prefeitura de Laguna, no traçado do novo projeto não serão necessárias indenizações para moradores e proprietários de terras da região. A obra está orçada em R$ 8,5 milhões, mas a expectativa é que todo esse valor não seja necessário. O financiamento para a obra foi aprovado pela Câmara em maio deste ano.