Divulgação

As cinco empresas concorrentes abriram mão de interpor recurso ao edital de licitação do acesso Norte e com isso a prefeitura de Laguna pôde continuar o processo, fazendo a abertura dos envelopes com as propostas apresentadas. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira, 16, na sede da Secretaria de Administração, Finanças e Serviços Públicos.

Até o momento, a empresa que apresentou a melhor proposta para executar a obra foi a BCL Empreendimentos, de Orleans. A construtora é a mesma que executa o segundo sub-trecho na obra de pavimentação da rodovia João Batista Wendhausen Moraes, no Distrito de Ribeirão Pequeno. O valor proposto pela BCL foi de R$ 5.332.615,42.

As demais concorrentes apresentaram as seguintes cotações:

  • Qualidade Construções (Palhoça) – R$ 6.299.850,70
  • Setep Construções (Criciúma) – R$ 6.708.923,07
  • Construtora Confer – R$ 7.123.001,21.
  • JR Construções (Içara) – R$ 7.315.738,42

A proposta da BCL agora retorna ao processo de análise pelo setor de engenharia da prefeitura, para verificar a viabilidade dele. Se não houver nenhum impedimento de projeto ou documental – que pode ser impugnada pelas demais concorrentes – a empresa será declarada vencedora da licitação.

O projeto tem um total de 5,3 quilômetros, iniciando na Avenida João Marronzinho, passando pela Rua Arno João Jerônimo, seguindo pelo bairro Barbacena, até a BR-101. De acordo com a prefeitura de Laguna, no traçado do novo projeto não serão necessárias indenizações para moradores e proprietários de terras da região.

A obra está orçada em R$ 8,5 milhões, mas a expectativa é que todo esse valor não seja necessário. O financiamento para a obra foi aprovado pela câmara em maio deste ano.