Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

O verão é uma das épocas mais esperadas do ano, mas por ser um período festivo, muitas pessoas acabam se descuidando. Dados revelam que neste período, o índice de acidentes e roubos aumentam, por isso a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) separou algumas dicas para que você tenha um final de ano tranquilo, alegre e distante de possíveis perigos ou ameaças.

Fogos de artifício

Fogos de artifício são muito perigosos se não soltos com responsabilidade. Há riscos como queimaduras nos olhos e na pele, traumas ortopédicos, amputação de membros e perda auditiva. Por isso, antes de soltar fogos de artifício, leia todas as instruções que vem na caixa do fabricante, esteja sóbrio e não deixe crianças e animais por perto. Se não for assim, nem solte!

Bebidas alcoólicas

O álcool é muito mais consumido neste mês e nem precisamos falar dos perigos envolvidos no seu uso. A bebida é capaz de fazer com que percamos a consciência pessoal e acidentes ficam muito mais propícios a acontecer, já que perdemos a noção de perigo. Se for consumir bebidas alcoólicas, beba com responsabilidade!

Segurança da casa

Com as férias e tantas saídas para confraternizações, as casas tendem a ficar vazias e os bairros com pouco movimento, chamando a atenção de ladrões. Ao sair de casa, não se esqueça de conferir se está tudo fechado e trancado e caso seja por um longo período, se possível, peça para que um vizinho dê uma olhada de vez em quando.  Faça parte da Rede de Vizinhos da PMSC na sua cidade e garanta uma comunidade mais segura.

Trânsito

Muito cuidado ao dirigir. O trânsito tende a ficar mais carregado nesta época, os motoristas mais estressados e o risco de acidentes aumenta exponencialmente. Não beba, não corra e dirija com atenção.

Dicas da Celesc

Casan reforça dicas para uso responsável da água

Ao começar o período de maior consumo do ano, que vai do Natal a 10 de janeiro, a Casan reforça aos moradores e visitantes de Santa Catarina a importância do uso consciente de água tratada.

“Assim como aconteceu no período de estiagem, que se arrastou de maio a outubro, temos certeza de que a população pode colaborar e reduzir o consumo agora”, destaca o engenheiro Guilherme Campos, coordenador de Operação Verão da companhia. “É bom para a natureza, bom para o sistema de abastecimento e muito bom para o bolso”, complementa.

Sob o slogan “Pingo de Consciência”, a Companhia lançou uma série de peças que estimulam a economia de água e representam medidas simples, ao alcance de todos. A Companhia investiu R$ 46,8 milhões em 66 ações ao longo de 2019 em todo o estado para ampliar a segurança das operações nos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

Com três sistemas principais de abastecimento para atender Florianópolis e a Região Metropolitana – a região mais procurada pelos turistas no verão –, a Casan trabalha com a capacidade de disponibilizar aproximadamente 317 milhões de litros/dia de água.

Mas a orientação de uso consciente sugere cuidados aos hábitos de higiene no banheiro (área da residência onde se consome o equivalente a 70% dos gastos de uma família), limpezas na cozinha e no pátio.

“As dicas de economia estão cada vez mais difundidas, e até são conhecidas de muitas pessoas, mas colocá-las em prática no dia a dia, com apoio da família, é que talvez seja o maior desafio”, complementa o engenheiro.

Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Confira algumas dicas:

Banho: esse é um dos momentos em que mais gastamos água

É natural que o banho seja também um momento de prazer e relaxamento, mas ter consciência sobre o quanto se gasta com o chuveiro aberto ajuda a reduzir esse tempo. É claro que tudo depende do tipo de chuveiro, se você mora em casa ou apartamento, mas, em média, gasta-se em torno de seis litros de água por minuto. Então, em um banho de 20 minutos, o gasto de água pode chegar a 120 litros.

Em um banho de cinco minutos (se você passar a marcar verá que não é pouco tempo), é possível reduzir o uso da água para 30 litros de água.

Em apartamentos, os números são mais alarmantes: um banho de 15 minutos consome 243 litros de água. Reduzindo o tempo para cinco minutos, a economia pode chegar a 162 litros.

Evite escovar os dentes, se barbear ou depilar embaixo do chuveiro.

Quando você escova os dentes durante cinco minutos com a torneira não muito aberta, gasta aproximadamente 12 litros de água em casa e 80 litros em apartamento. Se fechar a torneira enquanto escova os dentes, e enxaguar a boca com um copo d’água, pode economizar 11,5 litros em casa e 79 litros em apartamento.

Descarga: é preciso atenção nesse momento

Não aperte a descarga mais tempo do que o necessário. Um vaso sanitário com válvula e tempo de acionamento de 6 segundos gasta cerca de 12 litros. Quando a válvula está defeituosa, pode chegar a gastar até 30 litros. Por esta razão, deve-se manter a válvula da descarga sempre regulada, consertando os problemas assim que forem notados.

Além disso, é importante não fazer o vaso sanitário de lixeira, jogando cabelos, cigarros, papéis ou outros materiais que vão exigir que a descarga seja acionada várias vezes.