Divulgação/CulturAnita

A cidade de Lages, uma das principais da região serrana de Santa Catarina, voltou a ser inserida no contexto do bicentenário da heroína Anita Garibaldi nesta semana, após palestra do Instituto Cultural Anita Garibaldi (CulturAnita) ter sido realizada no município. A inserção acontece semanas após a administração municipal lageana ter deixado de apoiar a iniciativa.

“Diante da impossibilidade da prefeitura municipal aderir ao projeto ‘Dois Mundos e Uma Rosa Para Anita’, o Instituto Histórico de Lages, como uma entidade de direito privado e fins filantrópicos e que se dedica a preservar e cultivar os valores históricos-geográficos daquele município, a partir de seus sócios, propôs que a administração pública fosse substituída por eles, para que Lages não ficasse sem uma representação”, conta o diretor do CulturAnita, Adílcio Cadorin.

A decisão foi aprovada por unanimidade pelos sócios do órgão lageano. O termo de adesão entre ambos os institutos foi assinado na última terça-feira, 19, pelo presidente Cláudio Silveira (IHGL) e Léo Felipe (CulturAnita), com apoio do juiz de direito Sílvio Orsatto e promotor Carlos Renato Silvy Teive, da Comarca de Lages. “Na história e na saga de Anita Garibaldi, Lages foi importantíssima”, frisa Cadorin.