Foto: DIC/Agora Laguna

Um líder de uma organização criminosa de São Paulo foi detido em ação conjunta das polícias Civil e Militar, na comunidade de Ribeirão Pequeno, na manhã desta terça-feira, 5. Ele é apontado como o responsável por promover a adesão de novos membros às facções para atuar em Laguna, assim como o trio detido na última quarta-feira, 30.

Contra o líder da organização, segundo o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Bruno Fernandes, havia um mandado de prisão expedido pelo Gaeco do Paraná e se escondia no distrito, localizado no interior da cidade juliana.

“Ele é natural do município de Laguna e saiu da cidade por pertencer à essa organização criminosa oriunda de outro estado. Permaneceu muito tempo no Rio de Janeiro e no estado do Paraná, retornou de lá recentemente para cá”, detalha o delegado, que coordenou os trabalhos junto com a Agência de Inteligência, da Polícia Militar.

O homem, M.S.V, 25 anos, vai responder criminalmente por organização criminosa armada e posse ilegal de arma de fogo e munição (pistola calibre 9mm).

Um outro indivíduo, K.S., 21, foi detido por pertencer à mesma organização criminosa. Ele já havia sido condenado no início do ano por um homicídio cometido em 2018 na região conhecida como Malvina e estava em liberdade por ter sido beneficiado com uma saída temporária da prisão.

Segundo a PM, na casa, encontravam-se ainda duas mulheres, que foram conduzidas juntamente com o homem à Central de Polícia, para as devidas providências cabíveis.

Foto: DIC/Agora Laguna