Divulgação/ Instagram

Programado para acontecer no último dia 19 de outubro, na Invictos Pub, no Mar Grosso, o show do funkeiro MC Menor MR, acabou não sendo realizado e muitos fãs ainda tentam ter acesso aos valores dos ingressos. O cancelamento ocorreu um dia antes da apresentação.

Segundo uma jovem, 25 anos, em contato com o Portal Agora Laguna, que comprou dois ingressos e pagou R$ 70 reais por eles, os organizadores não cumpriram com o combinado. “O evento foi cancelado e não devolvem o dinheiro do ingresso. Não dão assistência e não respondem no WhatsApp nem nas redes sociais”, reclama.

Em nota, em sua página oficial no Facebook, a casa afirma que por falta de acordo entre o contratante e a produção do artista, o show seria cancelado e que os ingressos poderiam ser usados em outra apresentação no dia 02 de novembro, acesso a um outro baile, usando o valor da diferença em consumação ou entrar em contato com os promotores do show para buscar o ressarcimento.

Falta de organização e compromisso com o público. Iriam divulgar a nova data e até hoje não divulgaram. Eu ainda estou correndo atrás para devolver os ingressos que falaram no dia que iriam adicionar uma nova data […] ou quem quisesse, poderiam devolver o ingresso”, reclama mais um fã, nas redes sociais.

Em outra postagem, a casa de shows afirma que o show de Menor MR seria transferido para uma nova data, devido aos pedidos para entrada de menores de 18 anos. A organização alega que com a troca de datas, conseguiria tempo hábil para a emissão do alvará junto à Vara da Infância e Juventude da cidade.

Procurado por telefone e via WhatsApp, um dos responsáveis pela festa, Bruno Possamai, não respondeu as mensagens de nossa equipe, nem atendeu as ligações. Pelo aplicativo, se resumiu a afirmar que seu celular não funciona áudio, mesmo nossa reportagem tendo enviado os questionamentos também em texto.

Os clientes já procuraram o Procon da cidade para buscar orientações e os procedimentos legais para serem ressarcidos dos valores integrais.

O que diz a lei

O Procon de Laguna afirma que todos os fãs que se sentiram lesados têm direito ao ressarcimento do valor pago pelo ingresso, como rege o Código de Defesa do Consumidor. Em caso de descumprimento do ressarcimento, o público deve fazer uma queixa formal contra a organizadora do show no órgão.

“As pessoas lesadas devem nos procurar para que possamos formalizar a reclamação e fazer contato com os organizadores. Caso não nos atendam, protocolamos uma Carta de Investigação Preliminar (CIP)”, comenta a coordenadora do Procon da cidade, Laís Coelho.

O órgão funciona de segunda à sexta-feira, das 09h às 17h, no Centro Administrativo Tordesilhas. O telefone para contato é o (48) 3644-0833.