Foto: DIC/Divulgação

Um dos maiores fornecedores de maconha de Santa Catarina foi preso nesta sexta-feira, 20, na comunidade de Perrixil, região Norte de Laguna. A informação foi divulgada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna que apoiou a divisão de Chapecó nos trabalhos.

Segundo a DIC, a prisão é um desdobramento da Operação Woodstock Condá, deflagrada na região Oeste catarinense. A apuração dos policiais apontou que o homem detido seria proprietário de diversas toneladas de maconha que ingressaram ilegalmente no estado e que foram apreendidas pela Polícia Civil entre 2018 e 2019.

Ao Portal Agora Laguna, o delegado Bruno Fernandes, da DIC de Laguna, disse que existem pelo menos cinco registros confirmados da entrada ilegal dos entorpecentes por parte do preso. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos na região.

Na casa dele, foi apreendida uma pistola Taurus 9mm, meio quilo de maconha e R$ 31 mil, em espécie. Contra o detido, pesava um mandado de prisão preventiva da Justiça de Chapecó.

M.C., tem 35 anos, é natural de São Miguel do Oeste e residia em Perrixil. Ele é o último investigado preso em decorrência da Woodstock Condá, que já deteve mais de 50 fornecedores e intermediários das transações realizadas. De acordo com Fernandes, ele será levado para Chapecó após ser lavrado o auto de prisão em flagrante.

Woodstock Condá

A operação é resultado de uma série de investigações feitas pela DIC de Chapecó, que desde 4 de abril de 2018 vem realizando diversas fases relacionadas aos trabalhos do inquérito.

A Polícia Civil no meio das investigações identificou a existência de mercado oculto de drogas sintéticas na região de Chapecó, bem como as pessoas envolvidas e associadas para o tráfico desse tipo de substância, além de desvendar a forma de atuação desses traficantes.

Foto: DIC/Divulgação