Operação que mira organização criminosa cumpre mandado em Laguna

Divulgação/PC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 264 visualizações,  4 views today

Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 20, policiais civis da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco/Deic) em conjunto com agentes das delegacias de Laguna, Brusque, Camboriú, Florianópolis, Joinville e Biguaçu cumprem 19 ordens judiciais na operação denominada Linha Cortada.

O delegado Luís Felipe Fuentes, coordenador da Deic na capital, explicou que o objetivo maior dos trabalhos é detalhar a participação dos investigados no sistema de comunicação de uma organização criminosa atuante no estado. Segundo ele, pessoas de fora dos presídios, em sua maioria familiares de presos, recebem e retransmitem informações, recados e ordens vindas destas pessoas para outros detidos.

A operação em Laguna tem apoio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), conforme explicou o delegado regional Raphael Giordani. Na cidade, apenas um mandado de busca e apreensão será cumprido.

“Até o momento cumprimos nove prisões temporárias, fizemos um auto de prisão em flagrante e um termo circunstanciado. Farto material da organização criminosa investigada foi apreendido”, comenta o delegado Antônio Joca, que acompanha os trabalhos.

A Polícia Civil, em nota, disse que dos dez mandados de prisão, oito são de pessoas que já estão presas nas unidades prisionais de Florianópolis, Joinville e Criciúma. Na cidade de Brusque, uma pessoa foi detida por associação criminosa e pelo menos duas mulheres foram presas pelos agentes. Cartas, anotações e celulares foram apreendidos.

A operação segue em andamento e o balanço final deve ser divulgado pela corporação ainda nesta sexta-feira.

Notícias relacionadas

Previous
Next