Foto: Gabriela Rambo/Cia. Lagunense de Dança

O Cine Teatro Mussi, cenário histórico da cultura de Laguna, foi cenário, mais uma vez, para a apresentação de talentos locais. Na noite de sábado, 14, com casa cheia e quase uma hora de espetáculo, a Companhia Lagunense de Dança fez sua estreia oficial com ‘O melhor está por vir’.

Criada há três anos no Dia Internacional da Dança, 29 de abril, a companhia demonstra ser mais que um grupo de amantes da dança, apresentando ares de uma equipe bem ensaiada e afinada com movimentos e ritmos.

“Achei que estava muito bom, sobretudo por se tratar da estreia da companhia – o que é uma coisa muito boa para a cidade – e, também, pelos temas levantados com vários questionamentos, reforçando o papel muito importante da arte, como transformadora da sociedade e não só como reflexo ou como algo para ser observado”, comenta Luiza Tonon, que acompanhou a apresentação de estreia do grupo.

‘O melhor está por vir’ usou a sociedade como pano de fundo para toda a apresentação e levou cerca de seis meses para ser montado. A ideia surgiu de sua montagem, segundo o diretor da companhia, Dejair Borges, para “quebrar paradigmas”.

“Passei por uma situação pessoal e fiquei me perguntando: ‘Mas tem que ter uma solução? Para tudo se tem uma solução!’. E a gente tem que ter sempre a esperança de que o melhor está por vir e pensando nisso começou a vir toda a questão da diversidade brasileiro e fomos montando todo o espetáculo”, detalha Borges. A apresentação uniu clássicos da Música Popular Brasileira à cultura nordestina. “Foi um trabalho árduo de arte e cultura principalmente nesse momento que a gente vive no Brasil de desesperança. Foi para quebrar paradigmas e teve uma resposta positiva do público com aplausos de pé para todos os bailarinos, e todo mundo queria de fato aplaudir. Sentimos isso”.

‘O melhor está por vir’ trouxe quatro bailarinos e 11 bailarinas ao palco. “Foi uma experiência transformadora não só para mim, mas para todo o grupo. Através dos movimentos e da nossa dança, tentamos passar ao público uma mensagem de esperança e de quem tudo está perdido”, comenta o jovem Rafael Berti.

“Acho que essa missão foi bem sucedida. Foi muito lindo ver que a arte pode tocar as pessoas. Estar nesse espetáculo é uma mistura de vários sentimentos. Trabalhamos duro e no final, ver o público aplaudindo de pé, não tem preço”, complementa a bailarina Maria Eduarda Machado.

De acordo com Borges, outros projetos estão em estudos pela companhia e a expectativa inicial é que esse mesmo espetáculo apresentado no Cine Mussi seja reproduzido em outras cidades da região da Amurel e na capital do estado.

O elenco de ‘O melhor está por vir’ foi composto por Yuri Bitencourt, Rafael Berti, Flávia Magalhães, Maria Eduarda Machado, Valéria Baldoino, Maria Martins, Isis Oliveira, Viviane Grafitti, Fernanda Galisteo, Mayne Silveira, Henrique da Costa, Vanderson Florêncio, Luísa Santos, Renata Gonçalves e Ida Medeiros.