Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) atualizou os dados populacionais do Brasil. Em relação ao ano passado, o país teve crescimento de 0,79% e passa a ter 210,1 milhões de habitantes. O levantamento do órgão federal é referente a 1º de julho deste ano e foi publicado na edição de quarta-feira, 28, do Diário Oficial da União.

Segundo o IBGE, de todos os 5.570 municípios do país, 28,6% apresentaram redução populacional. Cerca de 49,6% das cidades tiveram crescimento entre zero e 1% e apenas 4,8% elevaram a população igual ou superior a 2%.

De acordo com os dados, Laguna é a segunda cidade com mais moradores na região da Amurel. O município tem 45.814 habitantes, o que representa crescimento aproximado de 0,69% em comparação a 2018, quando o instituto apontou 45,5 mil pessoas morando na terra de Anita.

A vizinha Pescaria Brava mantém o mesmo índice de aumento populacional de Laguna passando de 10.022 para 10.091 moradores em 2019. Da Amurel, três municípios registraram queda no número de residentes em comparação com o ano passado: Pedras Grandes, São Martinho e Imaruí.

A cidade mais populosa da Amurel continua sendo Tubarão com 105.686 moradores e a menos habitada é Santa Rosa de Lima com 2.142 residentes. Em Santa Catarina, Joinville manteve a posição de maior município do estado em população, com quase 600 mil habitantes.

Números da Amurel

  • Cidades em ordem de habitação: Tubarão (105,6 mil); Laguna (45,8 mil); Imbituba (44,8 mil); Braço do Norte (33,4 mil); Capivari de Baixo (24,8 mil); Garopaba (23 mil); Orleans (22,9 mil); Jaguaruna (20 mil); Lauro Müller (15,2 mil); São Ludgero (13,4 mil); Sangão (12,6 mil); Gravatal (11,5 mil); Imaruí (10,1 mil); Pescaria Brava (10 mil): Armazém (8,6 mil); Treze de Maio (7 mil); Grão-Pará (6,5 mil); Rio Fortuna (4,6 mil); Pedras Grandes (3,9 mil); São Martinho (3,1 mil); e Santa Rosa de Lima (2,1 mil).
  • Tiveram decréscimo de população em relação a 2018: Imaruí (-191 moradores), Pedras Grandes (-24) e São Martinho (-9).
  • Cinco cidades que mais aumentaram o número de moradores: Tubarão (749 pessoas, a mais que 2018); Garopaba (510); Imbituba (441); Braço do Norte (434) e Laguna (314);
  • Três municípios tiveram crescimento baixo em comparação com o ano passado: Santa Rosa de Lima (aumentou cinco moradores); Rio Fortuna (10) e Treze de Maio (11);

Estatísticas de Santa Catarina

  • População de SC em 2019 é estimada em 7.164.788. Crescimento de 1,26%.
  • Capital Florianópolis passou de 500 mil moradores e Joinville, mais populosa, chega a 590 mil habitantes.
  • Entre os dez municípios mais habitados no estado, Criciúma, na região Sul, figura na sétima posição com 213.023.
  • No Vale do Itajaí, Blumenau é que mais tem moradores com 352,4 mil; no Oeste, Chapecó tem 216,6 mil e na Serra, a cidade de Lages é a décima mais populosa em SC com 157,7 mil.
  • Em termos de crescimento, Araquari, no Norte, elevou sua população em 3,9%, enquanto que Marema, no Oeste, perdeu 2,7% de seus habitantes em um ano.

Destaques no país

  • População brasileira cresceu 0,79% em um ano e chega a 210.147.125 pessoas. Destaque para Roraima, que tem a elevação influenciada, entre outros fatos, pelo fluxo imigratório que o estado vem recebendo.
  • São Paulo, estado e capital, são respectivamente a unidade federativa e município mais populosos do país.
  • A menor cidade em termos de habitantes fica em Minas Gerais. Serra da Saudade tem 781 moradores.
  • Se Boa Vista (RR) é a capital que mais teve moradores entre as 27 capitais estaduais, a gaúcha Porto Alegre foi a que mais diminuiu.