Foto: Raquel Santi/Ascom FCC

Iniciado na manhã de segunda-feira, 15, o 5º Fórum Catarinense de Museus, realizado em Laguna, discute até quarta-feira, 17, a situação da museologia em Santa Catarina. A principal intenção do evento é aprovar a minuta do estatuto de museus, a ser aplicado no estado.

Segundo a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), promotora das discussões, o documento servirá como instrumento legal para contribuir com a gestão pública e privada de museus e a promoção de boas práticas nesses espaços. O texto formalizará a implantação do Cadastro Catarinense de Museus, programa de produção de conhecimento e informações sistematizadas sobre o setor, e o Registro Catarinense de Museus para normatizar das instituições museológicas de Santa Catarina.

O fórum tem discutido simultaneamente a elaboração e atualização periódica do Plano Setorial de Museus, que deve seguir princípios como a liberdade de expressão e criação, o respeito à diversidade cultural e étnica e a responsabilidade pela preservação do patrimônio cultural catarinense, entre outros pontos em debate. Ambas medidas serão de responsabilidade do Comitê do Patrimônio Museológico Catarinense – órgão formado por representantes da sociedade civil, de órgãos da área de patrimônio, de museus catarinenses de todas as regiões do estado, de instituições de ensino e de conselhos profissionais.

Programação diversificada inclui apresentações e oficinas

De maneira paralela às discussões da situação da museologia em SC, os participantes do encontro têm participado de oficinas com temas que envolvem gestão museológica, de riscos ao patrimônio musealizado e ainda sobre documentação museológica e turismo cultural nos museus. Todas as programações estão sendo realizadas em diversos pontos culturais e históricos tradicionais do município: casas Pinto D’Ulysséa e Candemil, Cine Teatro Mussi e Museu Anita Garibaldi.

Na abertura, encontros reuniram diferentes profissionais de áreas ligadas aos museus, como a Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais (ACCR), Museólogos da 5ª Região (Encorem) e da Rede de Educadores em Museus (REM/SC). Painéis sobre ética profissional na área da museologia e o de troca de experiências com atuais e ex-servidores do Sistema Estadual de Museus, que relataram ações e atividades realizadas desde a criação do órgão integraram a programação inaugural, encerrada com o Coral da Fundação Bradesco.

O último dia de fórum reserva novos painéis, conferência, relatos de experiência e plenária final – às 19h, no Cine Teatro Mussi.