Foto: PC/Divulgação

Deflagrada a nível nacional na manhã de quarta-feira, 25, a operação #PC27, que envolveu todas as unidades da Polícia Civil do país, é avaliada regionalmente como positiva pela 18ª Delegacia, com sede em Laguna. Na área de abrangência da unidade, foram cumpridos dezenas de mandados judiciais contra uma organização criminosa com base em Imbituba.

“Os dados compilados ao final foram muito satisfatórios, inclusive, em contexto estadual – entre as 30 delegacias regionais – ficamos proporcionalmente em segundo lugar no estado com o número de prisões efetivas”, destaca o delegado-regional Raphael Giordani. Laguna, Imbituba, Tubarão, Palhoça e Garopaba foram as cidades-alvos dos mais de 50 policiais civis e militares envolvidos na operação na 18ª DRP.

Nas cinco cidades onde os policiais da regional de Laguna atuaram, foram cumpridos 11 mandados de prisão e nove de busca e apreensão. Um adolescente infrator foi encaminhado para um Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep) e ainda 51g de maconha foram apreendidos.

Números finais

De acordo com os dados divulgados pela Polícia Civil, em todo o Estado foram mobilizados 731 policiais civis e 239 viaturas, sendo cumpridos 132 mandados de busca e apreensão, com 20 armas de fogo apreendidas.

181 pessoas foram presas, sendo 107 com sentença condenatória, 52 preventivamente, duas temporárias e 20 em flagrante. Os policiais apreenderam 14 adolescentes – sete com decisão definitiva, seis provisoriamente e um em flagrante.

Dentre os destaques estaduais, em uma ação da Delegacia de Combate às Drogas (Decod), de Florianópolis, diversos aparelhos celulares, notebook, um artefato explosivo e aproximadamente R$ 200 mil, foram apreendidos.

Das 3.143 prisões efetuadas em todo o Brasil, 181 (5,75%) foram realizadas no Estado. São Paulo foi a unidade federativa com o maior número de detenções, com 1002 presos. “Em todos os estados, os números foram bem relevantes. Quem ganha com isso é a sociedade local, estadual e nacional”, pontua Giordani.