Laguna passa a contar com 27 novos bombeiros comunitários para atuar no quartel do Corpo de Bombeiros Militar da cidade e estão habilitados para auxiliar as guarnições de socorro e de combate à incêndio. Durante quase um ano, os formados participaram do curso de atendimento avançado à emergências da corporação.

Para o tenente Henrique Schulter, comandante dos bombeiros de Laguna, a missão dos formados será auxiliar também na manutenção dos índices satisfatórios de aprovação da corporação junto à sociedade.

“Acompanhei todo o empenho e dedicação de vocês no curso e para o próprio crescimento profissional. O orgulho que vocês sentem de vestir essa farda bonita traz consigo uma grande responsabilidade. Segundo pesquisas temos 98% de aprovação junto a população. Nós que estamos aqui, me incluo junto aos senhores, temos de manter esse nível de aceitação”, destaca o tenente.

Ex-comandante da corporação, o capitão Marcos Leandro Marques, paraninfo da turma, destacou a trajetória dos formandos em seu discurso. “Espero que vocês continuem no serviço ativo da corporação para que possam contribuir para uma sociedade mais segura”, pediu Marques aos novos bombeiros comunitários.

“É muito satisfatório, para nós, ter esse pessoal ao nosso lado. Isso permite um efetivo mais forte”, resume o sargento Juan Fernandes, coordenador do curso. Os bombeiros de Laguna devem formar no próximo mês, a turma do curso básico de atendimento a emergências.

Galega: mascote se destaca na cerimônia

Uma integrante em especial da corporação foi destaque na cerimônia de sexta-feira, 26. Há pouco mais de um ano, os bombeiros adotaram uma cachorrinha de rua que se tornou o mascote da turma formada.

Galega, como é chamada a nova “bombeira comunitária”, acompanha a rotina diária do quartel e por conta disso se acostumou com todos os bombeiros que passam por ali e, claro, conquistou o carinho de todos. Alguns deles comentam que se alguém sem farda chega próximo ao edifício, ela avisa latindo.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna