Após redução de valor, adolescente Cíntia Eliseu fica mais perto de fazer cirurgia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 220 visualizações,  12 views today

Durante transmissão ao vivo realizada em uma rede social no fim da tarde de sábado, 30, foi anunciado que o valor da cirurgia que a jovem de Pescaria Brava, Cíntia Eliseu Ouriques, 17, precisa fazer para corrigir sua coluna, foi reduzido de R$ 103 mil, para R$ 83.063,32. Até a divulgação da notícia, haviam sido arrecadados pouco mais de R$ 81.567,23 em doações bancárias e de valores obtidos em ações beneficentes como bazares e pedágios.

A redução do valor, segundo Liliane Martins, mãe da jovem, foi conseguida por meio do gabinete do deputado estadual Felipe Estevão (PSL). “Toda a nossa equipe foi atrás para conseguir um desconto [junto ao Hospital de Caridade de Florianópolis]. E conseguimos abaixar para R$ 83.063,32”, explicou Eurico Alves de Oliveira, assessor do parlamentar que fez a transmissão.

A expectativa é de que o valor restante, pouco menos de R$ 1 mil, sejam arrecadados ainda nesta semana e que Cíntia faça o procedimento, considerado de risco, brevemente. Na transmissão, Oliveira contou que Estevão – que foi o segundo deputado mais votado em Pescaria Brava –, colocou à disposição da família um advogado para auxiliar nos trâmites burocráticos.

A principal forma de auxiliar a adolescente é por meio de doação bancária através da conta: agência 0421, operação 013, conta-poupança 117225-6, banco Caixa Econômica Federal em nome de Cintia Eliseu Ouriques. A família também conta com uma vaquinha online que pode ser acessada aqui.

Relembre

A adolescente de 17 anos foi diagnosticada com a síndrome de Landau-Kleffner, quando tinha um ano e nove meses. A condição é uma forma rara de epilepsia infantil que resulta em sérios transtornos de linguagem e afeta crianças previamente normais, e sua maior característica é a grande ou súbita diminuição da habilidade de entender e usar a linguagem falada.

A história da jovem começou a mudar novamente há cerca de dois anos, após um banho. A mãe de Cíntia, Liliane Martins, notou que um dos ombros da jovem estava torto, achando que poderia ser alguma fratura, levou a menina ao médico. Nos exames feitos em hospital, o raio-X apontou a presença de escoliose de grau avançado – doença que deforma a coluna.

Desde a descoberta, a família e os amigos estão envolvidos em uma campanha para arrecadar a quantia necessária para a cirurgia. Outras informações de como ajudar Cíntia, podem ser obtidas pelo telefone (48) 99817-3601.

Notícias relacionadas