Divulgação

Um filhote de peixe-lua, de aproximadamente 100 quilos foi capturado na lagoa Santo Antônio dos Anjos, na comunidade de Figueira, nesta quarta-feira, 27. As imagens foram postadas nas redes sociais e chamaram a atenção de muita gente.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, é algo raro de acontecer por se tratar de um peixe de águas profundas. A guarnição foi até o local e recolheu o peixe, devolvendo em alto mar.

Um pescador que avistou o peixe e chamou a polícia, disse que alguns anzóis estava na boca do animal que foi amarrado até a chegada dos militares para a orientação.

Conheça

O peixe-lua (denominado cientificamente Mola mola, mas também chamado Rolim, entre outras designações pertencente à ordem Tetraodontiformes é o maior e mais pesado peixe ósseo do mundo, podendo pesar cerca de 900 quilos e crescer 6 metros de comprimento. O peixe-lua distingue-se pela forma circular do corpo, pouco habitual nos peixes que são em geral fusiformes. Esta espécie não tem barbatanas caudais e a locomoção é feita pelo movimento conjugado das barbatanas dorsal e anal.

O peixe-lua habita as zonas temperadas e quentes dos Oceanos Atlântico e Pacífico e alimenta-se de zooplancton e pequenos peixes tendo preferência por águas-vivas. Por causa das grandes dimensões da barbatana dorsal, este animal é por vezes confundido com um tubarão quando observado da superfície. O peixe-lua é considerado, em algumas culturas, um petisco apetecível, mas a sua carne contém neurotoxinas em quantidades apreciáveis.

O peixe-lua pode estar ameaçado de extinção.