Causa da morte de Mukirana foi traumatismo craniano, diz atestado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 172 visualizações,  4 views today

Segundo o atestado de óbito, a causa da morte de Clóvis Willian dos Santos, mais conhecido como Mukirana, foi traumatismo craniano. Os familiares já fizeram o reconhecimento e aguardam a liberação do corpo no Instituto Médico Legal, em Tubarão. Ainda não há informações sobre o velório.

O corpo foi encontrado na manhã desta segunda-feira, 07, na faixa de areia da praia do Gi com sinais de agressão. A Polícia Civil segue investigando o caso. O veículo da vítima, um Renault Duster, ainda não foi localizado. Segundo divulgado pelo HC Notícias, ele tinha graves ferimentos no rosto, no lado esquerdo, as pálpebras muito inchadas, e sinais de que seu punho havia sido amarrado. Não se sabe como ocorreu o traumatismo, mas pode ter sido manual. Não há indícios de que tenha sido provocado por um objeto.

“Foram encontrados hematomas ao longo do corpo e um cabo, possivelmente usado para amarrá-lo. A princípio não há indícios de ferimentos por arma de fogo ou arma branca. Amarram ele pela camiseta e jogaram no mar”, destaca o delegado Bruno Fernandes, da Divisão de Investigação Criminal (DIC).

Reprodução/Facebook

Notícias relacionadas