Vídeo: Samba é reverenciado em noite especial na praça do Museu

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 36 visualizações,  8 views today


Os paralelepípedos voltaram a tremer na histórica terra de Anita, ao som das baterias das escolas de samba da cidade. Neste sábado, 1°, a exemplo das apresentações feitas no início do ano, quando do pré-carnaval, as agremiações Xavante, Os Democratas, Mocidade Independente, Brinca Quem Pode e Vila Isabel, reverenciaram um dos ritmos mais populares da cultura brasileira.

A super-campeã Os Democratas foi quem abriu o espetáculo, entoando sambas-enredos que marcaram a história recente da escola. Na sequência, a sempre internacional Vila Isabel, destacou a importância da cultura e da religiosidade afro-brasileira.

Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

A taba do Xavante, a mais antiga das agremiações de Laguna e também de Santa Catarina, demonstrou afinação e culturalidade. O destaque de seu samba-enredo falava do profeta Nostradamus.

Do outro lado, diretamente do ninho da serpente, a bateria ‘chapa quente’ da mais jovem das escolas de samba, a Mocidade Independente, cantava seu samba-enredo sobre a cerveja, segundo a letra, uma paixão nacional.

A última das apresentações, fechando com chave de ouro a participação das agremiações, ficou por conta da popular Brinca Quem Pode. Também histórica, seus integrantes aproveitaram para destacar, cada vez mais, a importância da cultura afro.

História do samba também foi lembrada

Também incluso na atração, uma exposição falou sobre o samba-raiz. As origens e importância do ritmo na cultura lagunense. A mostra foi preparada por Gabriel Marçal e Alícia Marques e chamou a atenção de quem passava ao lado do palco por onde as escolas se apresentavam.

A história do samba também foi contada em uma palestra musical do grupo raiz Boca da Noite, criado há mais de trinta anos e que destaca as principais composições sambistas feitas ao longo dos tempos. Comandado por Maricélia Brito, o conjunto iniciou sua apresentação na sequência das agremiações e seguiu pela madrugada com o público que ainda lotava a praça República Juliana.

As atrações da Noite do Samba, realização da Secretaria de Turismo com a Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla), marcou a comemoração do Dia Nacional do Samba, comemorado extraoficialmente no dia 02 de dezembro.

Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna
Carnaval: desfile no Centro Histórico pode acontecer em 2019

Animado com a plateia que acompanhou o evento do início ao fim, João de Souza Junior, presidente da Liesla, comemorou o sucesso do evento: “É aquilo que a gente esperava mesmo, nem eu esperava que viesse tanta gente até porque o tempo ameaçou um pouco de chuva, mas o pessoal não arredou o pé. Laguna vive disso, essa tradição é muito forte na cidade”.

Souza Junior afirma que o pré-carnaval continua garantido e que a novidade fica pela possibilidade de haver um desfile na rua Gustavo Richard, no Centro Histórico, antiga ‘passarela do samba’. Sem disputa oficial, a apresentação na avenida, se for confirmada, deve aconter na sexta ou na terça-feira de Carnaval e terá apoio financeiro da Eletrosul, que está implantando uma usina em Laguna.

“Através do prefeito Mauro Candemil, entramos em contato com a Eletrosul, já mandamos a documentação e conversamos com o pessoal da empresa. Está para sair um recurso para que a gente faça um desfile aqui no Centro Histórico, não terá concorrência como em 2016”, explica o presidente da liga.

Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Notícias relacionadas