Foto: Eduardo Renault/Instituto Australis

Depois de seis anos de suspensão, o turismo embarcado de observação de baleias será retomado no Sul do Estado. Laguna, Imbituba e Garopaba voltam a explorar a atividade na próxima temporada, que vai de junho a novembro.

Os ministérios do Turismo e Meio Ambiente assinaram uma portaria com as novas regras para a atividade.

A expectativa é que a Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca seja mais protegida. Isso porque a visitação só poderá ser feita com autorização prévia das embarcações de empresas regularizadas no Cadastro de Prestadores de Serviços do Ministério do Turismo, uma forma de manter a atividade de forma sustentável.

Também foi assinado o Plano de Manejo da APA, que inclui a Costa de parte de Imbituba, Garopaba e Laguna. Este ano foram avistadas 280 baleias nesta região.

Na próxima temporada, os passeios serão feitos em quatro dias da semana com uma embarcação por vez nas baías e enseadas. A portaria determina ainda áreas de refúgio ecológico, entre Ibiraquera e Ribanceira, onde não será permitida a visitação a bordo.

Estão previstos condutores treinados e um observador a bordo, que será um profissional ou estudante de biologia sem ligação com operadoras turísticas. Ele vai fazer um levantamento de dados para avaliação de possíveis impactos ambientais na Área de Preservação.

O turismo embarcado de observação de baleias foi suspenso por determinação da Justiça e depois pela falta de um plano de manejo.