Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Profissionais do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) da Udesc Laguna e agentes da Polícia Militar Ambiental (PMA), atuam desde as 10h desta segunda-feira, 17, na tentativa de resgate de um filhote de boto-pescador, que apareceu nas imediações do transporte da balsa, no canal da Barra, já sem vida.

Robson Vieira, sargento da PMA, comenta que o animal, da espécie Tursiops truncatus, está cercado pela sua mãe, que, no instinto materno, não deixa os pesquisadores se aproximarem do animal. “A gente se aproxima, ela vai lá, sobe em cima dele e faz ele afundar”, explica o sargento.

As tentativas de resgate continuarão durante a tarde. As informações também foram confirmadas pela assessoria de comunicação do PMP-BS.

Ainda segundo a instituição, “não se pode afirmar nada sobre a causa da morte”. Especula-se a possibilidade de o boto ter se afogado ou ter nascido morto. Um laudo necropsial será realizado assim que o cetáceo for retirado do mar.

Em breve, outras informações.