Foto: PML/Divulgação

A vigilância sanitária de Laguna apreendeu durante este final de semana, cerca de 670 quilos de pescados sem procedência. Os produtos estavam sem rotulagem.

A operação, chamada ‘Peixe Fresco’, tem como foco a avaliação de como são armazenados e comercializados os pescados nas peixarias da cidade.

Os estabelecimentos só podem comercializar pescados in-natura ou que tenham sofrido algum tipo de processamento industrializado com selo de inspeção municipal, estadual ou federal. “Os que estiverem em desacordo com a legislação vigente, são apreendidos e inutilizados pela falta de inspeção”, destaca o coordenador da vigilância sanitária, Alex de Bem.

Outras ações devem acontecer ainda durante essa semana. As peixarias irregulares podem sofrer penalidades que variam desde advertência, multa, como também a cassação da licença sanitária.