Foto: ABr/Divulgação

s brasileiros foram às urnas neste domingo, 7, para escolherem presidente, governador, senadores, deputados federais e estaduais. Pescaria Brava, um dos municípios mais novos de Santa Catarina, tem oficialmente 6.773 eleitores e deste número, ao todo 6.217 compareceram às suas seções eleitorais para exercerem o direito ao voto.

Os bravenses passaram recentemente pelo processo de cadastramento biométrico obrigatório. A medida foi tomada, após a polêmica eleição municipal de 2016, onde houve denúncia de que um dos votos foi dado por alguém usando o título de uma senhora falecida. À época, a diferença do vencedor do pleito para o segundo colocado foi de apenas um voto.

Pescaria Brava teve apenas uma candidata

Concorrendo pelo Partido Verde (PV), Taísa Evaristo foi a única candidata à representação de Pescaria Brava na esfera do legislativo estadual.

Taísa conseguiu na cidade o apoio de 50 eleitores, ou 0,87% do total de votantes bravenses. Nos dados gerais de Santa Catarina, obteve 278 votos (0,01%).

Confira os números de Pescaria Brava:

Assim como na apuração em Laguna, a última atualização dos dados bravenses foi realizada às 21h04.

Dados do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), mostram que a cidade tem apenas 26 urnas e que houve abstenção de 556 eleitores (8,21%, do total).

Presidência da República

Os eleitores de Pescaria Brava depositaram 5.721 votos de confiança nos candidatos à presidência. Todos os treze postulantes ao cargo máximo do executivo nacional, tiveram, ao menos, um voto do eleitor. Confira:

Foram considerados 5.802 votos válidos (93,32%). Para a presidência, houve 128 votos em branco (2,06%) e 128 nulos (2,06%), esses números não são levados em conta na totalização final.

Para a disputa presidencial haverá segundo turno do dia 28 de outubro, entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Governador

A disputa para o governo catarinense contou com oito candidatos que, a exemplo da eleição presidencial, conquistaram ao menos um voto do bravense. Veja:

Os postulantes à Casa D’Agronômica conquistaram 5.415 eleitores (87,08%). Os votos brancos para o governo somaram 261 (4,20%) e nulos, 542 (8,72%).

Segundo turno também para o governo catarinense, entre Gelson Merísio (PSD) e Comandante Moisés (PSL).

Senador

Na eleição de 2018, estavam em jogo duas cadeiras para o Senado Federal. Confira o número da votação que elegeu o nome dos novos representantes catarinenses na capital do país:

A votação para senador tem números maiores que os da apuração oficial do município, pois agrega as duas vagas. Somados os dados, votos válidos foram totalizados em 10.124 (81,42%). Brancos e nulos, tiveram, respectivamente: 717 (5,77%) e 1.592 (12,80%).

Três variantes nas regras das eleições 2018, levaram o voto de apenas um eleitor de Pescaria Brava a ser anulado. A desconsideração pode ter ocorrido: por ter sido votado duas vezes o mesmo candidato pelo eleitor; digitado somente o número do partido; ou ainda, pela escolha da candidata Andreá Luciano (PCO), que teve a votação inteira anulada estadualmente, por conta de irregularidades nos demonstrativos de regularidade do seu partido.

Deputado Federal

Com dezesseis vagas em jogo, os lagunenses optaram pelos seguintes nomes para a Câmara Federal. Veja:

Os candidatos à deputado federal, conseguiram a confiança de 5.100 bravenses (95,68%). As legendas foram lembradas 230 vezes (4,32%). Brancos foram 235 (3,78%) e nulos, 652 (3,78%).

Deputado Estadual

Para as quarenta vagas da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, os eleitores de Pescaria Brava, depositaram a confiança nos seguintes candidatos. Veja:

Os votos em candidatos foram 5.406 (94,49%) e nos partidos, 315 (5,51%). Desconsiderados, votos brancos alcançaram 198 (3,18%) e nulos, 298 (4,79%).

Matéria atualizada em 08.10.2018, às 01h28.

Os números aqui apresentados podem sofrer alterações a qualquer momento em virtude de julgamento de registros de candidaturas.