Projetos de intervenção sobre o sino do Museu são discutidos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 16 visualizações,  4 views today

A comissão de avaliação da intervenção do sino do museu Anita Garibaldi, promoveu reunião para discutir as propostas para o espaço nesta quarta, 19. O encontro integra a programação da 12ª Primavera dos Museus, evento que vem sendo realizado desde segunda.

A discussão realizada foi uma continuidade às ideias já levantadas pelo seminário “Segurança e Ressignificação de Acervos: Estudo de Caso o Sino do Museu”, organizado em maio pela Fundação Lagunense de Cultura (FLC). O sino, furtado em agosto de 2016, ficava no alto da escada do Museu Histórico Anita Garibaldi, e, seria do período colonial datando do século XVII.

Ficou definido que o sino não será substituído por outro objeto. No local, será realizada a colocação de um intervenção que conte a história do item furtado. As proposições foram apresentadas pelos estudantes do curso de Arquitetura e Urbanismo do Ceres/Udesc de Laguna. A comissão de avaliação foi formado pelo Iphan, arquitetos e representantes da FLC e Gerência de Cultura.

“A história do furto do sino não será esquecida, servirá como exemplo”, afirma a museóloga da fundação, Mirella Honorato. Ainda segundo a especialista, a FLC desenvolverá ações de educação patrimonial e outras atividades relacionadas.