Divulgação/PML
 

No primeiro domingo de primavera, 23, uma união de diversas entidades lagunenses reuniram-se para realizar diversos mutirões de limpeza em pontos estratégicos da cidade, focando, principalmente, nas praias da cidade. A atividade integrou a comemoração do Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias.

Reunidos nas praias do Mar Grosso, Gravatá, Cardoso, Ponta da Barra, Galheta e também, docas do Centro Histórico, os participantes da ação conseguiram retirar mais de quatrocentos quilos de resíduos, sendo que a maior quantidade encontrada foram de cordas, nylon, redes de pesca e diversos tipos de plástico.

As atividades em Laguna são resultados de parceria entre Instituto Ambiental Boto Flipper, Secretaria de Pesca e Agricultura (Sepagri), Fundação Lagunense do Meio Ambiental (Flama) e as associações de surfe da cidade. A Secretaria de Obras também auxiliou os trabalhos recolhendo o lixo ao final dos mutirões.

Sobre a data:

Realizada desde 1986, pela ONG The Ocean Conservancy, dos EUA, o International Coastal Day, é uma ação mundial que visa mobilizar voluntários em diversas partes do mundo para despoluir os ambientes costeiros, fazendo a coleta e o registro do lixo que é depositado, irregularmente, nestes locais.

Os dados servem de fonte para subsidiar as políticas (inter)nacionais e de base para estudos de núcleos educacionais e, principalmente, pesquisas do campo acadêmico. A mobilização mundial é promovida por inúmeras entidades que promovem atividades nas áreas de políticas públicas, conservação e educação no âmbito ambiental, em todos os ambientes naturais do globo terrestre.

O objetivo para 2018 é mobilizar 5% da população mundial nas ações de limpeza do meio ambiente. 150 países, até o momento, participam da ação. No Brasil, mais de duzentas cidades confirmaram a participação, dentre elas: Laguna, Imbituba, Garopaba e Palhoça.