Divulgação/Polícia Civil

A Divisão de Investigação Criminal (DIC), divulgou nesta quarta-feira, 19, as últimas ações realizadas na cidade de Laguna e Pescaria Brava em trabalhos investigativos relacionados ao tráfico de drogas, assaltos e tentativas de homicídios. As ações foram coordenadas pelo delegado Bruno Fernandes:

Roubo

A Polícia Civil de Laguna, por intermédio da sua Divisão de Investigação Criminal, solucionou o crime de roubo circunstanciado realizado no estabelecimento comercial Pouco Preço, no dia 02 de julho de 2018, por volta das 00h05, onde dois indivíduos, armados e encapuzados, subtraíram do interior do estabelecimento R$500,00.

Ao que foi apurado, um deles seria adolescente, e o outro, maior de idade, teria se evadido para Palhoça e, posteriormente, para Maravilha, sendo lá preso pela equipe de investigação da Polícia Civil daquela comarca, após representação policial realizada pelo titular da DIC de Laguna.

Pescaria Brava

A DIC solucionou o crime de roubo circunstanciado realizado no estabelecimento comercial Império Lanches, em Pescaria Brava, ocorrido no dia 5 de julho de 2018, por volta das 23h30, onde o autor desse crime teria subtraído um aparelho celular Samsung, modelo J5, e a quantia de R$55,00.

Em virtude de o mesmo autor ter praticado no mínimo três outros roubos em Capivari de Baixo, e outro em Tubarão, equipes das duas cidades já o haviam prendido preventivamente, já que outros mandados já havia sido expedidos por conta desses outros crimes.

Barranceira

A Polícia Civil de Laguna, solucionou o crime de roubo circunstanciado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, realizado no estabelecimento comercial Panifício Trigo Mania, em Barranceira, Laguna, realizado no dia 24 de julho de 2018, por volta das 18h15, local em que dois indivíduos entraram armados, um deles inclusive encapuzado, e, na posse de arma de fogo e arma branca, acabaram subtraindo de seu interior a quantia de aproximadamente R$200,00.

As investigações policiais evidenciaram, ainda, que outro indivíduo também havia participado do crime, ao servir como piloto de fuga de um veículo Gol de cor bordô, inclusive com o motor ligado, à espera dos demais comparsas no roubo.

Após a competente deflagração da operação policial, dois dos investigados, ao serem interrogados, confirmaram os detalhes do crime, alegando que assim o fizeram porque estavam precisando de dinheiro. O terceiro não foi localizado.

Tentativa de homicídio

A DIC solucionou uma tentativa de homicídio qualificado realizado no dia 19 de agosto de 2018, por volta das 4h, nas imediações da Padaria Gisele, na rua Júlio Maurício, Progresso, Laguna, local onde a vítima levou três facadas em seu abdômen, sendo essa quase a causa suficiente de sua morte, se não fosse socorrida a tempo.

Em razão da investigação criminal levada a efeito pela Polícia Civil de Laguna, o responsável por referida conduta, que vinha praticando o crime de tráfico de drogas na região conhecida como  ‘Malvina’, encontra-se preso no Presídio de Laguna, à disposição do Poder Judiciário local.

O Inquérito Policial, que já foi finalizado e encaminhado ao Poder Judiciário, evidenciou se tratar de motivos ligados ao tráfico do local, e que, por conta de eventual desacerto na compra/venda de drogas, teriam quase motivado à morte da vítima.

A Polícia Civil de Laguna, por intermédio da sua Divisão de Investigação Criminal, solucionou uma tentativa de homicídio qualificado realizada no dia 25 de agosto de 2018, por volta das 19h30, na Rua Júlio Maurício, proximidades do nº 311, Progresso.

A vítima, na oportunidade, acabou sendo alvo de uma emboscada, praticada por um conhecido integrante de uma organização criminosa atuante no estado, apenas não sendo morta porque socorrida a tempo por testemunhas que passavam pelo local dos fatos.

O motivo: disputa entre duas organizações criminosas existentes no território catarinense, aliado ao fato de a vítima ter proferido insultos à mãe de um dos líderes da facção criminosa rival.

O responsável pelo referido crime evadiu-se do distrito da culpa, estando em local incerto e não sabido, com paradeiro em constante investigação pela Polícia Civil, que já acabou representando pela prisão preventiva de seu responsável, fatos que podem levar à prisão do autor nos próximos dias.

Barbacena

A Polícia Civil de Laguna, por intermédio da sua Divisão de Investigação Criminal, solucionou uma tentativa de homicídio qualificado tentativa realizada no dia 5 de setembro de 2018, por volta das 20h, na Estrada Geral da  Barbacena.

As investigações apontaram que o crime restou praticado porque a própria vítima, ciente de que seria alvo de uma emboscada por integrantes de uma facção criminosa, acabou agredindo um de seus componentes, integrantes da organização criminosa rival, com área de atuação no loteamento conhecido por “Sem Terra”.

Apurou-se, ainda, que passados quase uma semana, o irmão da vítima dessas lesões corporais, teria encontrado a vítima, e desferido em sua direção cinco disparos de arma de fogo, sendo essa quase a causa suficiente de sua morte.

A vítima ainda segue internada junto ao hospital de Laguna, e o responsável pelo crime já se apresentou espontaneamente na DIC para apresentar sua versão, já que teria alegado legítima defesa.

Todas as investigações policiais foram realizadas pela Polícia Civil de Laguna, por intermédio de sua Divisão de Investigação Criminal, e restaram coordenadas pelo Delegado Bruno Fernandes, titular da Divisão.

Divulgação/DIC Laguna